Rússia proíbe cultivo de organismo geneticamente modificado

A lei também autoriza o governo russo a proibir a importação de OGMs, como resultado de um monitoramento de seu impacto nos seres humanos e no meio ambiente

O presidente russo, Vladimir Putin, promulgou uma lei que proíbe o cultivo e a criação de organismos, plantas e animais geneticamente modificados (OGMs) na Rússia, salvo no caso de experiências científicas - informou o governo nesta terça-feira (5).

"É proibido cultivar plantas e criar animais, cujo programa genético tenha sido modificado com a utilização de Engenharia Genética e que contenha material genético (...) à exceção da cultura e da criação por especialistas e para experimentos científicos", determina a lei publicada na base oficial de documentos jurídicos das autoridades russas.

A lei também autoriza o governo russo a proibir a importação de OGMs, como resultado de um monitoramento de seu impacto nos seres humanos e no meio ambiente, segundo a mesma fonte.

Os importadores de OGMs serão submetidos a um procedimento de certificação especial, de acordo com o texto oficial.

A lei prevê ainda multas que variam de 10.000 rublos (140 euros) a 500.000 rublos (7.000 euros) pela utilização de OGMs, em caso de violação das normas e das condições autorizadas a partir de 1º de julho de 2017.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.