Mundo

Que árvore você quer ser quando morrer?

Depois de guardar as cinzas, a urna é enterrada e, em poucos dias, a semente começa a germinar e crescer, transformando-se na planta desejada

Urna Bios, baú biodegradável criado pelo designer Martín Azúa (Divulgação)

Urna Bios, baú biodegradável criado pelo designer Martín Azúa (Divulgação)

Vanessa Barbosa

Vanessa Barbosa

Publicado em 10 de outubro de 2012 às 16h32.

Última atualização em 18 de outubro de 2016 às 11h38.

São Paulo - Com o objetivo de gerar vida após a morte, o designer Martín Azúa criou a urna Bios, um baú biodegradável para cinzas. Ele é feito de materiais naturais como casca de coco, celulose, turfa compacta (um material de origem vegetal que ajuda a neutralizar compostos em decomposição) e o mais curioso: em seu interior contêm uma semente de planta que pode variar de acordo com o gosto da pessoa que faleceu.

Depois de guardar as cinzas, a urna é enterrada e, em poucos dias, a semente começa a germinar e crescer, transformando-se na planta desejada. “O projeto reintroduz o ser humano no círculo natural da vida. É o ritual de regeneração, do retorno à natureza”, diz Azúa em seu site.

Acompanhe tudo sobre:DesignMortesProdutos verdesSustentabilidade

Mais de Mundo

De Niro chama Trump de 'palhaço' em frente a tribunal e pede votos para Biden; veja o vídeo

Por que os EUA ainda não colocaram humanos em Marte?

China apresenta exército de cães robôs equipados com metralhadoras; veja o vídeo

Estoque de urânio do Irã preocupa comunidade internacional

Mais na Exame