Acompanhe:

Pfizer pede autorização ao EUA para vacina contra ômicron para crianças de 5 a 11 anos

A solicitação de autorização de emergência feita para a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) é referente a uma dose de reforço de 10 microgramas

Modo escuro

Continua após a publicidade
A nova geração de vacina anticovid chamada bivalente é direcionada tanto para a cepa original do coronavírus quanto para novas linhagens (Pedro Vilela/Getty Images)

A nova geração de vacina anticovid chamada bivalente é direcionada tanto para a cepa original do coronavírus quanto para novas linhagens (Pedro Vilela/Getty Images)

A
AFP

Publicado em 26 de setembro de 2022 às, 16h04.

Pfizer e BioNTech pediram às autoridades de saúde dos Estados Unidos, nesta segunda-feira (26), autorização para suas vacinas contra a covid-19 destinadas a crianças de 5 a 11 anos, que visam especificamente à variante ômicron - informaram os dois grupos em um comunicado à imprensa.

A solicitação de autorização de emergência feita para a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) é referente a uma dose de reforço de 10 microgramas.

Em caso de uma resposta positiva da FDA, os Centros para Controle e  Prevenção de Doenças (CDCs), a principal agência federal de saúde do país, terão de emitir suas recomendações antes que as primeiras injeções sejam aplicadas nas crianças.

Uma solicitação de autorização similar será enviada nos próximos dias para a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), especifica o comunicado.

A nova geração de vacina anticovid chamada bivalente é direcionada tanto para a cepa original do coronavírus quanto para as linhagens BA.4 e BA.5 da variante ômicron. Esta última representa, hoje, mais de 90% dos casos nos Estados Unidos.

Embora as crianças tenham sido menos afetadas pelo vírus do que os adultos, centenas de menores entre 5 e 18 anos morreram no país desde o começo da pandemia, segundo números dos CDC.

No final de agosto, a FDA licenciou as versões das vacinas da Pfizer-BioNTech e da Moderna contra a ômicron, recomendadas pelos CDCs, o que abriu caminho para uma nova campanha de vacinação.

Já para as doses específicas de reforço, estão autorizados apenas os maiores de 12 anos para a vacina Pfizer-BioNTech, e maiores de 18, para a Moderna.

Veja também: 

Síria confirma apoio à Rússia na ONU

Vacina da Pfizer para crianças será liberada após aval de ministério

Últimas Notícias

Ver mais
Nova vacina contra a covid-19 chega à população em 15 dias
Brasil

Nova vacina contra a covid-19 chega à população em 15 dias

Há 5 horas

Banco Mundial alerta para horizonte 'sombrio' e maior disparidade de renda em países pobres
Economia

Banco Mundial alerta para horizonte 'sombrio' e maior disparidade de renda em países pobres

Há 5 dias

Lula toma vacina da gripe e diz que, com imunização, população 'não vira jacaré'
Brasil

Lula toma vacina da gripe e diz que, com imunização, população 'não vira jacaré'

Há uma semana

Anvisa proíbe venda de álcool 70% em supermercados e farmácias
Brasil

Anvisa proíbe venda de álcool 70% em supermercados e farmácias

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais