Mundo

Pelo menos 30 bombeiros morrem ao tentar apagar incêndio na China

Fogo começou no sábado a 3.800 metros de altitude em uma região montanhosa do condado de Muli, próximo à fronteira com Mianmar

Sichuan na China (Pixabay/Reprodução)

Sichuan na China (Pixabay/Reprodução)

E

EFE

Publicado em 1 de abril de 2019 às 09h35.

Pequim - Pelo menos 30 bombeiros morreram enquanto tentavam apagar um incêndio florestal na província central de Sichuan, na China, informou nesta segunda-feira a televisão estatal "CGTN".

O fogo começou no sábado a 3.800 metros de altitude em uma região montanhosa do condado de Muli, próximo à fronteira com Mianmar.

Uma operação com 689 pessoas foi acionada na área para tentar apagar as chamas, entre as quais 30 bombeiros desapareceram no domingo após uma mudança repentina na direção do vento.

Este incêndio coincide com outro registrado na província de Shanxi, que provocou a evacuação de 41 povoados, nove minas de carvão e nove fábricas por motivos de segurança, enquanto mais de 15 mil bombeiros tentam controlá-lo.

A agência oficial "Xinhua" lembrou que em Shanxi foram registrados outros oito incêndios florestais desde o dia 3 de fevereiro e 23 pessoas foram detidas sob suspeita de os terem provocado. EFE

Acompanhe tudo sobre:ChinaIncêndiosMortes

Mais de Mundo

Qual o plano deste estado dos EUA para criar uma renda básica universal?

Milei diz que está reescrevendo parte da teoria econômica e mereceria um Nobel de Economia

Em crise na aviação civil, Boeing manda astronautas ao espaço, que ficam presos em estação espacial

Fundador do Wikileaks: relembre oito fatos sobre o processo de Assange

Mais na Exame