Acompanhe:

“TikTok está espionando você”, diz campanha de Trump

Série de anúncios no Facebook e no Instagram acusa o aplicativo chinês de monitorar o telefone das pessoas e pede assinaturas para petição de banimento

Modo escuro

Continua após a publicidade
O presidente americano, Donald Trump, estaria considerando banir a entrada no país de todos os membros do Partido Comunista Chinês (Al Drago/Getty Images)

O presidente americano, Donald Trump, estaria considerando banir a entrada no país de todos os membros do Partido Comunista Chinês (Al Drago/Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 19 de julho de 2020 às, 09h38.

Última atualização em 19 de julho de 2020 às, 09h48.

Uma série de anúncios da campanha de reeleição do presidente americano, Donald Trump, acusa o aplicativo Tik Tok de espionagem. As peças, divulgadas no Facebook e no Instagram, trazem, em letras garrafais, a frase “o Tik Tok espiona você!”.

Os anúncios também pedem que os apoiadores do presidente assinem uma petição para banir o aplicativo chinês dos Estados Unidos. Nas últimas semanas, Trump vem defendendo a proibição do Tik Tok, que tem cerca de 80 milhões de americanos cadastrados. 

Na sexta-feira, mais de 100 anúncios foram lançados pela campanha. O Facebook removeu um deles por violar as políticas da rede social. A peça trazia uma espécie de enquete, com a opção de votar sim ou não, mas sem funcionalidade, o que não é permitido. 

Algumas interações são mais incisivas. Um dos anúncios pede que as crianças americanas sejam protegidas da China. Outro traz a frase real news (notícia verdadeira) junto da acusação de que o Tik Tok monitora o telefone das pessoas. 

Trump versus China

O presidente americano vem aumentando sua retórica belicosa contra os chineses. Ele considera, inclusive, proibir viagens para os Estados Unidos de todos os membros do Partido Comunista Chinês e suas famílias, de acordo com o jornal New York Times. 

A proibição viria por meio de um decreto presidencial, que já está sendo esboçado por autoridades de alto escalão do governo. 

Últimas Notícias

Ver mais
Por que o Goldman Sachs acredita que investir na China pode ser arriscado
seloMercados

Por que o Goldman Sachs acredita que investir na China pode ser arriscado

Há 6 horas

A ambiciosa meta de crescimento de 5% da China para 2024
Economia

A ambiciosa meta de crescimento de 5% da China para 2024

Há 6 horas

Eleições americanas: o que esperar da votação nos 15 estados em disputa na Super Terça
Mundo

Eleições americanas: o que esperar da votação nos 15 estados em disputa na Super Terça

Há 6 horas

Ex-diretor da organização Trump se declara culpado de fraude
Mundo

Ex-diretor da organização Trump se declara culpado de fraude

Há 17 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais