Mundo

Nicolás Maduro segue passos de Chávez e estreia no Twitter

'Hoje temos Pátria. Viva Bolívar! Viva Chávez!', foi o primeiro tweet de Maduro, que se autodefine em seu perfil

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de março de 2013 às 14h41.

Caracas - O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, estreou neste domingo no Twitter com a conta @NicolasMaduro, tentando seguir os passos de seu mentor político, o falecido presidente Hugo Chávez, que conseguiu ser o segundo líder mais seguido do mundo na rede social.

'Hoje temos Pátria. Viva Bolívar! Viva Chávez!', foi o primeiro tweet de Maduro, que se autodefine em seu perfil como 'Presidente (I) da República Bolivariana da Venezuela. Filho de Chávez, custódio de seu legado. Comprometido em construir a Pátria com eficiência revolucionária'.

Sua conta também inclui um link para um blog criado recentemente que resenha todas as atividades e notícias relacionadas com o candidato presidencial, além de exibir fotos de Maduro em comícios ou em carinhosos gestos com seus seguidores.

Às 12h25 locais (13h55 de Brasília), Maduro tinha cerca de 38 mil seguidores, ainda longe dos mais de 2,2 milhões de seu rival nas eleições do próximo dia 14 de abril, Henrique Capriles.

E ainda mais longe de Chávez, que chegou a acumular um total de 4,2 milhões de seguidores.

O líder, que faleceu no último dia 5 de março aos 58 anos vítima de um câncer que o afligiu por cerca de dois anos, era o segundo presidente mais seguido do mundo no Twitter, atrás apenas do americano Barack Obama.

A conta no Twitter de Chávez, que serviu para que o presidente fizesse anúncios políticos ou informasse seu estado de saúde, foi elevada inclusive à categoria de missão social, na qual uma equipe de pessoas trabalhava para resolver os pedidos na rede dos venezuelanos.

Além disso, seguir a conta @chavezcandanga também significava a possibilidade de ganhar prêmios, como aconteceu com os seguidores três e quatro milhões que receberam uma casa após um simples clique.

Acompanhe tudo sobre:América LatinaEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetInternetNicolás MaduroPolíticosRedes sociaisTwitterVenezuela

Mais de Mundo

Por que as turbulências tem sido mais frequentes? Resposta pode estar nas mudanças climáticas

EUA rejeitam anúncio de europeus: Estado Palestino deve ocorrer por 'negociações diretas'

Milei fará show de rock e lançará livro contra o socialismo em evento em Buenos Aires

Mais na Exame