Mundo

Miami pode deixar de existir dentro de um século

Atualmente, cerca de 430 mil pessoas vivem em Miami, que está a apenas 1,80 metros da altura do mar

Vista de Miami: cidade pode desaparecer do mapa (Joe Raedle/Getty Images)

Vista de Miami: cidade pode desaparecer do mapa (Joe Raedle/Getty Images)

Diogo Max

Diogo Max

Publicado em 16 de julho de 2017 às 14h11.

Última atualização em 17 de julho de 2017 às 12h51.

São Paulo – A cidade de Miami, na Flórida, nos Estados Unidos, pode desaparecer dentro de um século, de acordo com as piores previsões sobre os efeitos do aquecimento global no nosso planeta.

"A maioria das pessoas fala como se Miami ou Bangladesh ainda tivesse uma chance de sobreviver; a maioria dos cientistas com quem falei assumem que perderemos as duas dentro de um século, mesmo se pararmos de usar combustível fóssil na próxima década", diz o jornalista David Wallace-Wells, que publicou na semana passada, na revista New York, uma longa reportagem sobre as consequências danosas do aquecimento global.

Atualmente, cerca de 430 mil pessoas vivem em Miami, que está a apenas 1,80 metros da altura do mar. Até 2060, algumas previsões indicam que o mar em toda a região sul da Flórida deve subir pouco mais de meio metro e que até o fim do século deve encobrir a cidade e outras 286 nos Estados Unidos, devido a uma combinação de derretimento das camadas polares e das mantas glaciais, além de um aumento das emissões de gases.

O grupo de pesquisa Climate Central utilizou os dados das pesquisas e das projeções e criou um plugin para o Google Earth, que mostra como seria cada cidade dos Estados Unidos no ano de 2100. Abaixo, você confere como ficaria Miami no pior dos cenários.

 

Vista de Miami, hoje, a partir do Google Earth

Vista de Miami, hoje, a partir do Google Earth (Climate Central/Reprodução)

 

Vista de Miami em 2100, a partir do plug in criado pelo grupo Climate Central no Google Earth

Vista de Miami em 2100, a partir do plug in criado pelo grupo Climate Central no Google Earth (Climate Central)

Acompanhe tudo sobre:Aquecimento globalEstados Unidos (EUA)Miami

Mais de Mundo

Kamala associa Trump a abusadores e golpistas em 1º comício após desistência de Biden

Kamala bate recorde de doações, conquista delegados e deve fechar nomeação nesta semana

Após fala de Maduro, Lula envia Celso Amorim para acompanhar eleição na Venezuela

Trump se torna o candidato mais velho à Presidência dos EUA, e questões sobre sua saúde se acumulam

Mais na Exame