Mundo
Acompanhe:

México rejeita ideia de moeda comum latino-americana

O chefe do Executivo mexicano disse que desconhece os detalhes da iniciativa proposta após um encontro entre os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da Argentina, Alberto Fernández

Andrés Obrador: "Não estaríamos de acordo", disse o presidente do México (Reuters/Reuters)

Andrés Obrador: "Não estaríamos de acordo", disse o presidente do México (Reuters/Reuters)

A
AFP

Publicado em 24 de janeiro de 2023, 17h09.

Última atualização em 24 de janeiro de 2023, 17h16.

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta terça-feira, 24, que seu país rejeita aderir à ideia de criação de uma moeda comum na América Latina para transações comerciais, similar à proposta feita por Brasil e Argentina.

"Não estaríamos de acordo. Nós temos muitas razões para continuar mantendo o dólar como referência", disse o chefe de Estado em uma coletiva de imprensa.

López Obrador foi questionado sobre o anúncio feito por Brasil e Argentina na segunda, 23, de que vão explorar a possibilidade de desenvolver um mecanismo de câmbio comercial em que seja utilizada uma "moeda comum" para, assim, reduzir a dependência do dólar.

O chefe do Executivo mexicano disse que desconhece os detalhes da iniciativa proposta após um encontro entre os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da Argentina, Alberto Fernández.

Lula explicou que a meta é que os ministros de ambos os países façam propostas para que as transações comerciais entre as duas nações sejam feitas através de uma moeda comum.