Acompanhe:

Mario Draghi aceita cargo de primeiro-ministro da Itália, com amplo apoio de partidos

O país viveu em fevereiro uma crise política delicada em plena pandemia e com a pior recessão de sua história recente

Modo escuro

Continua após a publicidade
Mario Draghi: ex-presidente do Banco Central Europeu aceitou a incumbência de formar um novo governo na Itália (Francois Lenoir/Reuters)

Mario Draghi: ex-presidente do Banco Central Europeu aceitou a incumbência de formar um novo governo na Itália (Francois Lenoir/Reuters)

D
Da Redação, com AFP

Publicado em 12 de fevereiro de 2021 às, 16h24.

Última atualização em 12 de fevereiro de 2021 às, 16h28.

O economista Mario Draghi aceitou oficialmente, nesta sexta-feira (12), o cargo de primeiro-ministro da Itália, após ter conquistado o apoio de quase todos os partidos políticos para formar um governo de unidade que tire o país da emergência econômica e sanitária.

O ex-presidente do Banco Central Europeu (BCE) esteve durante o dia no Palácio Quirinal para se reunir com o presidente Sergio Mattarella e assumir o cargo, conforme previsto pela Constituição.

Draghi substitui Giuseppe Conte, que teve que renunciar ao cargo após perder o apoio de um partido-chave de sua coalizão.

"Super Mario", como costuma ser chamado pelo seu papel na crise da dívida europeia em 2012, deverá depois apresentar seu gabinete de governo e submeter-se ao voto de confiança no Parlamento na próxima semana.

A Itália viveu em fevereiro uma crise política delicada em plena pandemia e com a pior recessão de sua história recente.

Com um terno completo e gravata, Draghi escutou esta semana os líderes de todos os partidos políticos, assim como os representantes das partes sociais e os defensores do meio ambiente, com o objetivo de formar um governo heterogêneo, de unidade e sem conotações políticas.

O renomado economista conta com o apoio do maior partido de centro-esquerda, Partido Democrático (PD), da extrema direita Liga de Matteo Salvini, além do partido da direita moderada Força Itália de Silvio Berlusconi.

No último minuto, o antissistema Movimento 5 Estrelas (M5E), o maior partido no Parlamento depois de chegar ao poder há quase três anos, votou a favor na quinta-feira, com 59,3%, de um governo liderado por Draghi.

Apesar disso, as dificuldades apenas começaram para este italiano, de 73 anos, conhecido pela sua discrição, seriedade e determinação.

Últimas Notícias

Ver mais
Lula cobra pedido de desculpas do Equador por invasão de Embaixada do México
Brasil

Lula cobra pedido de desculpas do Equador por invasão de Embaixada do México

Há 2 dias

Café e design: três novidades para reinventar o seu cafezinho
Casual

Café e design: três novidades para reinventar o seu cafezinho

Há 2 dias

Gucci apresenta coleção que dá vida a clássicos do mobiliário italiano dos anos 1980
Casual

Gucci apresenta coleção que dá vida a clássicos do mobiliário italiano dos anos 1980

Há 3 dias

Com vendas em alta, Zegna lança livro sobre seu “oásis de sustentabilidade”
Casual

Com vendas em alta, Zegna lança livro sobre seu “oásis de sustentabilidade”

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais