Acompanhe:

Mais de 50 pessoas ficaram feridas e uma centena delas foi presa nesta quinta-feira, 3, após confrontos entre partidários e opositores do governo da Eritreia em um festival sobre esse país em Estocolmo, informou a polícia sueca.

"Foi realizado outro encontro público perto do local do festival, durante o qual eclodiram distúrbios violentos", disse a polícia, acrescentando que havia prendido uma centena de pessoas.

Fique por dentro das últimas notícias no Telegram da Exame. Inscreva-se gratuitamente

Pelo menos 52 pessoas ficaram feridas, oito delas gravemente, e receberam cuidados médicos, tanto no local do ocorrido como nas unidades de saúde próximas, detalhou a polícia.

A polícia seguia para o local dos incidentes, na periferia noroeste da capital sueca, e fazia tudo que era possível para "pôr fim aos atos criminosos e restabelecer a ordem".

Aproximadamente mil pessoas opositoras ao governo da Eritreia que foram autorizadas a se manifestar perto do festival romperam as barreiras da polícia e invadiram o evento, informou o jornal Expressen.

A multidão destruiu barracas e utilizou os ganchos das tendas como armas contra a polícia. Também jogaram pedras, segundo o meio de comunicação.

Imagens do local mostram carros e pelo menos uma barraca em chamas, causando uma grande fumaça.

A polícia fechou um trecho da autoestrada E18, já que as pessoas que fugiam do festival bloquearam a rodovia.

O festival Eritreia-Escandinávia, realizado há muitos anos, inclui seminários, debates e conferências, assim como shows, um pequeno mercado e atrações. Seria celebrado de quinta a domingo.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Suécia aprova lei que reduz idade mínima para mudança de gênero
Mundo

Suécia aprova lei que reduz idade mínima para mudança de gênero

Há 6 horas

Lula cobra pedido de desculpas do Equador por invasão de Embaixada do México
Brasil

Lula cobra pedido de desculpas do Equador por invasão de Embaixada do México

Há um dia

Crise no Haiti: ONU diz que quase 100 mil pessoas fugiram de Porto Príncipe por violência de gangues
Mundo

Crise no Haiti: ONU diz que quase 100 mil pessoas fugiram de Porto Príncipe por violência de gangues

Há 5 dias

Ex-vice-presidente do Equador é hospitalizado após fazer greve de fome na prisão
Mundo

Ex-vice-presidente do Equador é hospitalizado após fazer greve de fome na prisão

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais