Acompanhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu, na manhã deste sábado, telefonema do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de acordo com o Palácio do Planalto. A conversa foi sobre a crise com a Guiana.

Segundo o governo, o presidente Lula "transmitiu a crescente preocupação dos países da América do Sul sobre a questão do Essequibo".

Lula expôs os termos da declaração sobre o assunto aprovada na Cúpula do Mercosul e assinada por Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina, Colômbia, Peru, Equador e Chile.

"(O presidente) Recordou a longa tradição de diálogo na América Latina e que somos uma região de paz", segundo o governo. "Fez um chamado ao diálogo e sugeriu que o presidente de turno da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), Ralph Gonsalves, trate do tema com as duas partes. O presidente Lula reiterou que o Brasil está a disposição para apoiar e acompanhar essas iniciativa", afirma o texto.

Lula ressaltou que é importante evitar medidas unilaterais que levem a uma escalada da situação, de acordo com o Palácio do Planalto.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Trump declara apoio à fertilização in vitro após Corte decidir que embriões congelados são crianças
Mundo

Trump declara apoio à fertilização in vitro após Corte decidir que embriões congelados são crianças

Há 5 horas

Greve mantém Torre Eiffel fechada na manhã de sábado
Mundo

Greve mantém Torre Eiffel fechada na manhã de sábado

Há 5 horas

Manifestações na Argentina reivindicam assistência alimentar
Mundo

Manifestações na Argentina reivindicam assistência alimentar

Há 6 horas

Autoridades russas ameaçam enterrar Navalny na prisão onde morreu, afirma oposição
Mundo

Autoridades russas ameaçam enterrar Navalny na prisão onde morreu, afirma oposição

Há 7 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais