Israel cria plano para eliminar veículos a gasolina e diesel até 2030

Desafio é criar uma "massa crítica" inicial de carros que desviará a indústria local dos motores a gasolina e diesel

Jerusalém - Os israelenses não poderão mais comprar veículos movidos a gasolina e diesel depois de 2030, afirmou o Ministério da Energia do País nesta terça-feira, 9, divulgando um plano para substituí-los por carros elétricos e caminhões que usam gás natural.

O desafio será criar uma "massa crítica" inicial de carros que desviará a indústria local dos motores a gasolina e diesel, disse o ministro da Energia de Israel, Yuval Steinitz.

"Já estamos incentivando ao financiar estações de recarga, mais de 2.000 novas estações de recarga em todo o país", explicou Steinitz à Reuters.

O governo, disse ele, "reduzirá a taxação dos carros elétricos para quase zero, então eles serão muito mais baratos".

A campanha a favor dos carros elétricos é parte de um plano mais amplo para acabar com a dependência israelense da gasolina, do diesel e do carvão.

Nos últimos anos Israel descobriu grandes depósitos de gás natural, um combustível fóssil menos poluente, e está convertendo suas estações de energia para isso.

O plano foi divulgado um dia depois de um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a mudança climática pedir grandes mudanças na maneira como a humanidade usa a energia.

O divisor de águas deve ocorrer aproximadamente em 2025, quando, de acordo com a meta do ministério, haverá cerca de 177 mil carros elétricos circulando em Israel. Atualmente, existem apenas algumas dezenas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.