Mundo

Irlanda vota pela liberalização das leis do aborto com apoio de 66%

Mais de 64% dos eleitores qualificados compareceram às urnas, uma das maiores adesões para um referendo

Irlanda: maioria votou pelo SIM (Charles McQuillan / Stringer/Getty Images)

Irlanda: maioria votou pelo SIM (Charles McQuillan / Stringer/Getty Images)

R

Reuters

Publicado em 26 de maio de 2018 às 15h27.

Última atualização em 26 de maio de 2018 às 15h34.

SÃO PAULO (Reuters) - A maioria dos irlandeses votou para liberalizar suas altamente restritivas leis sobre aborto, com 66% dos eleitores apoiando um referendo, mostraram resultados oficiais neste sábado.

Os eleitores na nação outrora amplamente católica foram questionados se desejavam descartar uma proibição que foi consagrada na Constituição por referendo há 35 anos e parcialmente alterada em 2013 apenas para os casos em que a vida da mãe estava em perigo.

Mais de 64% dos eleitores qualificados compareceram às urnas, uma das maiores adesões para um referendo.

Acompanhe tudo sobre:AbortoEuropaIrlandaReferendo

Mais de Mundo

Economia chinesa continua a se recuperar e melhorar, diz porta-voz do governo

Governo argentino suspende sites e redes sociais de rádio e TV públicas

China aumenta investimentos na Alemanha com foco em energias renováveis

China emitirá 1 trilhão de yuans em títulos especiais de longo prazo em 2024

Mais na Exame