Mundo

Irã e Arábia Saudita concordam em reatar relações

Eles se distanciaram sete anos atrás, depois que cidadãos iranianos atacaram missões diplomáticas sauditas na república islâmica

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman (AFP/AFP Photo)

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman (AFP/AFP Photo)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 10 de março de 2023 às 11h53.

O Irã e a Arábia Saudita concordaram em retomar suas relações diplomáticas, interrompidas em 2016, e reabrir suas respectivas embaixadas, após negociações na China, informou a mídia estatal desses dois países muçulmanos.

Riad cortou relações diplomáticas com Teerã sete anos atrás, depois que cidadãos iranianos atacaram missões diplomáticas sauditas na república islâmica após a execução em Riade do clérigo xiita Nimr Al Nimr.

"Após discussões, a República Islâmica do Irã e o Reino da Arábia Saudita concordaram em retomar as relações diplomáticas e reabrir embaixadas e missões nos próximos dois meses", disse a agência de notícias oficial iraniana Irna, citando um comunicado conjunto.

A agência de notícias oficial saudita também publicou o texto.

Ali Shamkhani, secretário do Conselho de Segurança Nacional do Irã, viajou para a China na terça-feira para "negociações intensivas com seu homólogo saudita, a fim de finalmente resolver as questões entre Teerã e Riade", informou a Irna.

Por que eles se distanciaram?

O Irã, de maioria xiita, e a Arábia Saudita, de maioria sunita, apoiam rivais em várias zonas de conflito no Oriente Médio, incluindo o Iêmen, onde o Irã apoia os rebeldes houthis, enquanto Riade lidera uma coalizão militar pró-governo.

O Iraque, que faz fronteira com os dois países, sediou várias rodadas de negociações entre o Irã e a Arábia Saudita desde abril de 2021.

Essas reuniões eram de nível relativamente baixo, com oficiais de inteligência e segurança.

Acompanhe tudo sobre:Arábia Saudita

Mais de Mundo

Às vésperas do G7, EUA anuncia mais sanções contra Rússia pela guerra na Ucrânia

Gorjetas no exterior: dicas para viajar sem estresse

Milei retira Aerolíneas e Correios de lista de privatizações para tentar aprovar Lei de Bases

Hezbollah ataca Israel com mais de 100 foguetes após assassinato de comandante

Mais na Exame