Mundo

Homenagem a Nelson Mandela na abadia de Westminster

O líder da luta contra o regime racista do apartheid e primeiro presidente democrático da África do Sul morreu no dia 5 de dezembro de 2013 aos 95 anos

David Cameron faz leitura durante memorial em homenagem a Nelson Mandela: a abadia de Westminster é cenário das grandes cerimônias religiosas de Estado (AFP)

David Cameron faz leitura durante memorial em homenagem a Nelson Mandela: a abadia de Westminster é cenário das grandes cerimônias religiosas de Estado (AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de março de 2014 às 15h15.

Cerca de 2.000 pessoas, entre elas o príncipe Harry e o nobel da paz sul-africano Desmond Tutu, participaram nesta segunda-feira de uma homenagem a Nelson Mandela na abadia de Westminster de Londres.

O líder da luta contra o regime racista do apartheid e primeiro presidente democrático da África do Sul morreu no dia 5 de dezembro de 2013 aos 95 anos.

Também estavam presentes na cerimônia o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e o líder da oposição trabalhista, David Miliband.

Tutu fez um discurso agradecendo aos militantes anti-apartheid britânicos, especialmente ativos, por ter contribuído para mudar o "clima moral" do regime racista.

Ao mesmo tempo, lembrou que os governos de Londres e Washington foram permissivos e que a figura de Mandela nem sempre foi elogiada.

"O que teria acontecido se Mandela tivesse morrido na prisão, como era a intenção e a esperança dos defensores do apartheid?", questionou.

"Suponho que muitos o viam como um terrorista", respondeu. "Depois de tudo, pessoas em altos cargos no Reino Unido e nos Estados Unidos o consideravam como tal".

A abadia de Westminster é cenário das grandes cerimônias religiosas de Estado. Nela estão enterrados vários reis e personalidades notáveis da história britânica, como o cientista Charles Darwin e o escritor Charles Dickens.

Acompanhe tudo sobre:DiplomaciaNelson MandelaPolíticos

Mais de Mundo

Inflação na Argentina cai pela metade e atinge 4,2% em maio

Suprema Corte dos EUA anula decisão que restringe acesso à pílula abortiva

Hezbollah realiza novo ataque com 40 mísseis contra Israel

Submarino russo chega a Cuba e causa apreensão no Ocidente

Mais na Exame