Mundo

Greenpeace protesta contra energia nuclear no Brasil

Entre os pedidos dos manifestantes à presidente Dilma está a suspensão de Angra 3

Protesto do Greenpeace contra energia nuclear: governo se propôs a dialogar (Antonio Cruz/ABr)

Protesto do Greenpeace contra energia nuclear: governo se propôs a dialogar (Antonio Cruz/ABr)

DR

Da Redação

Publicado em 18 de março de 2011 às 11h36.

Brasília – Ativistas do Greenpeace fizeram hoje (18) um ato em frente ao Palácio do Planalto pedindo à presidente Dilma Rousseff o fim do uso da energia nuclear no país. Vestidos com capas de proteção e máscaras, um grupo subiu a rampa do Planalto e abriu uma faixa com a frase “A energia que mata. Dilma, nuclear não”.

Citando o acidente na Usina Nuclear de Fukishima, no Japão, os manifestantes pedem a suspensão da construção da Usina Nuclear Angra 3, no Rio de Janeiro, e a paralisação dos investimentos em energia nuclear.

“Pedimos que a presidente Dilma tome um posicionamento mais ágil em relação à energia nuclear. Países como a Alemanha já cancelaram o funcionamento de reatores mais antigos. Podemos ser o primeiro grande país a usar 100% de energia limpa”, disse Ricardo Baitelo, responsável pela campanha de energia do Greenpeace.

Representantes da Secretaria-Geral da Presidência da República conversaram com os ativistas e receberam o manifesto do Greenpeace. O secretário de articulação social, Antônio Lambertucci, disse que a demanda da organização será encaminhada a Dilma Rousseff. “Essa demanda irá chegar à presidente por meio do ministro da Secretaria-Geral, Gilberto Carvalho. Nos colocamos à disposição para recebê-los porque nossa função é dialogar”, disse Lambertuci.

Três manifestantes do Greenpeace permaneceram por alguns minutos sentados embaixo da rampa do Palácio do Planalto e foram conduzidos pela segurança à Polícia Federal.

Acompanhe tudo sobre:EnergiaEnergia nuclearGreenpeaceInfraestruturaPolítica no BrasilProtestos

Mais de Mundo

Pessoa morre ao entrar em motor de avião da Embraer no aeroporto de Amsterdã

Campanha presidencial mexicana chega ao fim com duas candidatas na disputa

Temperatura na capital da Índia bate recorde e supera 50ºC

Telescópio europeu Euclides descobre novos "planetas órfãos"

Mais na Exame