Mundo

EUA devem manter barreira ao etanol

Medida acaba com a expectativa de produtores sobre abertura do mercado americano ao produto brasileiro

Produção de etanol nos Estados Unidos é de mais que o dobro da brasileira (DIVULGACAO)

Produção de etanol nos Estados Unidos é de mais que o dobro da brasileira (DIVULGACAO)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de dezembro de 2010 às 09h18.

A prorrogação da tarifa de importação e do subsídio ao etanol nos Estados Unidos foi incluída no pacote de concessão de benefícios tributários, que deverá ser aprovado na segunda-feira pelo Congresso americano. 

A inclusão dessa medida, na prática, acaba com a expectativa da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) de abertura do mercado americano ao produto brasileiro e reforça os argumentos em favor do início de uma controvérsia na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a política dos Estados Unidos de proteção e subvenção ao etanol de milho. 

A tarifa de US$ 0,54 por galão importado de etanol e a taxa adicional de US$ 0,45 por galão do produto mesclado à gasolina serão prorrogados até o fim de 2011, com grandes chances de sucessivas extensões nos anos seguintes. 

A Unica vê uma brecha nesse período final do atual mandato legislativo. Sua expectativa era ver os parlamentares americanos concentrados nas iniciativas mais urgentes da pauta de recuperação econômica dos EUA e mais propensos a rejeitar medidas de expansão dos gastos públicos, como o subsídio ao etanol.

Nos últimos dias, o lobby do etanol americano, comandado no Congresso pelo senador Chuck Grassley, de Iowa, mostrou-se suficientemente atento para incluir os benefícios ao setor na sessão sobre Energia do projeto de lei.

Não conseguiu, no entanto, estender essas vantagens por cinco anos, como pretendia. Embora a produção de etanol nos Estados Unidos, de 40,1 bilhões de litros em 2009, seja mais que o dobro da brasileira, o setor americano enfrenta uma espécie de "barreira interna". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Acompanhe tudo sobre:BiocombustíveisCombustíveisComércio exteriorCommoditiesEnergiaEtanolExportações

Mais de Mundo

Julgamento de Trump em NY entra na reta final nesta terça-feira

África do Sul: eleições nesta quarta-feira podem ameaçar hegemonia de partido governista

Irã eleva estoque de urânio enriquecido a níveis próximos de armas nucleares

Quer mudar de país? Veja os destinos mais procurados no mundo

Mais na Exame