Mundo

UE detém presidente do Banco Central do Kosovo

Presidente do Banco Central do Kosovo, Hashem Rexhepi é acusado de corrupção e outros crimes financeiros

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 23 de julho de 2010 às 09h43.

Pristina - A Polícia da União Europeia (UE) no Kosovo deteve hoje o presidente do Banco Central do país, Hashem Rexhepi, sob a acusação de suposta corrupção e outros crimes financeiros, informou a missão da UE no Kosovo (Eulex).

A Polícia iniciou a busca de Rexhepi no começo da manhã, investigando as residências de quatro suspeitos, a sede do Banco e uma empresa privada.

Karin Limdal, a porta-voz da Eulex, disse que "a busca está relacionada com uma investigação por corrupção, que inclui abuso de poder, aceitar subornos, evasão de impostos e lavagem de dinheiro".

A corrupção está muito disseminada no Kosovo e a missão da UE está ajudando às autoridades locais a combatê-la.

Na semana passada, os escritórios da empresa dos Correios e de Telecomunicações do Kosovo foram investigados pela Polícia da Eulex.

Há três meses, a Eulex também registrou uma investigação por suposta corrupção e lavagem de dinheiro no Ministério de Transporte kosovar.

Ilir Tolaj, um alto assessor político no Ministério da Saúde Pública do Kosovo, foi detido na semana passada por não pagar impostos.

Acompanhe tudo sobre:CorrupçãoEscândalosEuropaFraudesUnião Europeia

Mais de Mundo

Paciente que estava com covid-19 há 613 dias morre na Holanda

Análise | Portugal: cravos que trouxeram 50 anos de desenvolvimento

Nascimentos nos EUA caem para nível mais baixo desde 1979

Blinken pede que EUA e China administrem diferenças de forma 'responsável'

Mais na Exame