Mundo

Espanha emite 3,354 bi de euros em títulos com taxas em alta

O Tesouro levantou o valor a uma taxa média de 4,549%, superior aos 4,389% registrados no último leilão do mesmo tipo realizado em março

A emissão desta quinta-feira registrou uma forte demanda de mais de 6,231 bilhões de euros (Getty Images)

A emissão desta quinta-feira registrou uma forte demanda de mais de 6,231 bilhões de euros (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de maio de 2011 às 09h12.

Madri - O Tesouro espanhol emitiu nesta quinta-feira 3,354 bilhões de euros em títulos com prazo de cinco anos e crescentes taxas a respeito da última emissão do mesmo tipo, dois dias após um acordo da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) com Portugal para um resgate de 78 bilhões de euros.

O Tesouro levantou o valor a uma taxa média de 4,549%, superior aos 4,389% registrados no último leilão do mesmo tipo, efetuado em 3 de março, e também ligeiramente superior à taxa de encerramento dos mercados na quarta-feira, que ficou em 4,523%.

A emissão desta quinta-feira registrou uma forte demanda de mais de 6,231 bilhões de euros, quase o dobro da quantia finalmente adjudicada.

A medida ocorreu dois dias depois que o governo de Portugal chegou a um acordo com a UE e o FMI para receber um resgate financeiro de 78 bilhões de euros.

Ela segue a tendência das últimas semanas, quando as taxas da dívida espanhola subiram coincidentemente ao pedido de ajuda financeira de Portugal - como também ocorreu no ano passado com Grécia e Irlanda - e o medo de que a Espanha siga o mesmo caminho.

As taxas do Tesouro espanhol subiram consideravelmente durante vários meses em 2010, sendo seguidas por uma queda e por uma outra nova subida nas últimas semanas.

Acompanhe tudo sobre:EspanhaEuropaMercado financeiroPiigsPortugalTaxasTítulos públicos

Mais de Mundo

Sanções da União Europeia atingem gás da Rússia pela primeira vez

Após apagão geral, 95% do fornecimento de energia é restabelecido no Equador

Mudanças climáticas aumentam 35 vezes a probabilidade de ondas de calor nas Américas

Pesquisa mostra que 80% das pessoas querem que países reforcem compromisso com mudanças climáticas

Mais na Exame