Embarcações militares dos EUA navegam pela região de Taiwan

Por sua vez, a China anunciou que seu Exército lançaria "ações militares seletivas" em resposta à visita
Navio da marinha dos EUA: barcos de guerra do país andam pelas águas de Taiwan durante visita de Nancy Pelosi (Mass Communication Specialist 2nd Class Erica Bechard/U.S. Navy/Divulgação)
Navio da marinha dos EUA: barcos de guerra do país andam pelas águas de Taiwan durante visita de Nancy Pelosi (Mass Communication Specialist 2nd Class Erica Bechard/U.S. Navy/Divulgação)
A
AFP

Publicado em 02/08/2022 às 15:23.

Última atualização em 02/08/2022 às 15:26.

Diversos barcos de guerra dos Estados Unidos navegavam pelas águas da região de Taiwan no momento em que a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, havia chegado à ilha nesta terça-feira, 2, informaram fontes militares.

Por sua vez, a China, que considera Taiwan uma província rebelde, anunciou que seu Exército lançaria "ações militares seletivas" em resposta à visita.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

Enquanto isso, a Sétima Frota dos Estados Unidos tuitou hoje que o porta-aviões USS Ronald Reagan, que circula pela região desde o começo de julho, estava posicionado no Mar das Filipinas, ao sul de Taiwan.

A Marinha americana publicou imagens do USS Ronald Reagan realizando manobras no domingo, junto com o cargueiro USS Carl Brashear.

O porta-aviões e seu grupo aerotransportado "realizam uma missão de rotina no Pacífico Ocidental", informou uma funcionária americana que pediu o anonimato.

No mesmo momento, um barco anfíbio dos fuzileiros navais, o USS Tripoli, navegava a leste de Taiwan, segundo o Instituto Naval dos Estados Unidos (USNI, na sigla em inglês), um órgão independente próximo da Marinha americana.

O Ronald Reagan e o Tripoli são embarcações que contam com aviões de combate F-35, de última geração, segundo o USNI.

O Pentágono garantiu que a presença desses dois barcos na região não tem relação com a visita de Pelosi, a funcionária de mais alta categoria a visitar a ilha desde 1997, quando o então presidente da Câmara dos Representantes, Newt Gingrich, esteve em Taipei.

"Vamos garantir que ela tenha uma visita segura", afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby.

(AFP)

LEIA TAMBÉM:

Por que Taiwan vive disputa com a China? Entenda a história da ilha

População da China começará a cair a partir de 2025