Acompanhe:

Em movimento inédito, casamento gay é revertido no Caribe

Depois de meses de debate, Bermudas reverte a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo num momento em que o mundo caminha na direção oposta

Modo escuro

Continua após a publicidade
Bandeira do orgulho LGBTQ: ativistas chamam de "inédita" a reversão da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo (Marc Bruxelle/Thinkstock)

Bandeira do orgulho LGBTQ: ativistas chamam de "inédita" a reversão da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo (Marc Bruxelle/Thinkstock)

G
Gabriela Ruic

Publicado em 8 de fevereiro de 2018 às, 11h24.

Última atualização em 8 de fevereiro de 2018 às, 11h35.

São Paulo – Bermudas, território britânico no Caribe, se tornou nesta semana o primeiro lugar do mundo a reverter o direito ao casamento para a comunidade LGBTQ, apesar de a legalização ter sido determinada pela Suprema Corte no ano passado.

A partir de agora, casais do mesmo sexo poderão se unir apenas em caráter civil, medida que, segundo o governo, não se traduzirá em perda de direitos por essas pessoas. Aqueles que se casaram durante a vigência da legalização não terão o seu status anulado.

“Essa lei tem como objetivo equilibrar dois grupos irreconciliáveis em Bermudas, ao estabelecer que o casamento deve acontecer entre um homem e uma mulher, enquanto reconhece e protege os direitos dos casais de mesmo sexo”, explicou em comunicado o ministro de Assuntos Internos da ilha, Walter Brown.

Apesar das explicações oficiais, organizações de direitos humanos criticaram a reversão, vista como inédita em um momento no qual o mundo caminha na direção da legalização irrestrita. Atualmente, mais de 25 países reconhecem o casamento entre pessoas do mesmo sexo, sendo a Austrália o mais recente a aderir à lista. A Holanda foi o primeiro a fazê-lo em 2001.

“Bermudas é o primeiro território nacional a repelir a igualdade no casamento. Essa decisão retira dos casais do mesmo sexo o direito de se casarem e prejudica a reputação internacional da ilha”, disse Ty Cobb, diretor da ONG Human Rights Campaign, adicionando que a medida é “constrangedora”.

Já o braço de Bermudas da Rainbow Alliance, entidade internacional de proteção aos direitos LGBTQ, disse estar “desapontada, mas não surpresa” com a reversão e diz que a mesma visa “aplacar lobistas conservadores e religiosos”.

Direitos LGBTQ em Bermudas

A questão do casamento LGBTQ em Bermudas sempre foi polêmica. Em 2016 um referendo popular foi realizado sobre o tema e a legalização foi rejeitada por ampla maioria. No entanto, a consulta foi invalidada, já que não registrou participação mínima de 50% dos eleitores da pequena ilha de 60 mil habitantes.

Em maio de 2017, por força de decisão judicial da Suprema Corte que se baseou em um dispositivo constitucional que proíbe a discriminação em Bermudas, a igualdade para casais do mesmo sexo chegou. Esse movimento, contudo, foi amplamente criticado por alas conservadoras e religiosas.

O debate foi levado ao Parlamento no final do ano passado quando membros do partido conservador e detentor maioria das cadeiras, o PLP (Partido Progressista Trabalhista), propuseram a reversão em forma de lei. Em dezembro, a mesma foi aprovada.

Últimas Notícias

Ver mais
Direitos humanos na moda: Pacto Global da ONU inicia trabalho de conscientização das empresas
ESG

Direitos humanos na moda: Pacto Global da ONU inicia trabalho de conscientização das empresas

Há 2 dias

Governo concede pela primeira vez reparação a povos indígenas por perseguições sofridas na ditadura
Brasil

Governo concede pela primeira vez reparação a povos indígenas por perseguições sofridas na ditadura

Há 3 dias

Morre líder da defesa dos direitos humanos no Paraguai
Mundo

Morre líder da defesa dos direitos humanos no Paraguai

Há 6 dias

Quase metade dos casamentos no Brasil não duram mais de dez anos, aponta IBGE
Brasil

Quase metade dos casamentos no Brasil não duram mais de dez anos, aponta IBGE

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais