Mundo

Deslizamento de terra afeta vilarejos em Papua-Nova Guiné e autoridades temem várias mortes

"Desastre natural sem precedentes", disse Peter Ipatas governador da província de Enga

 Papua-Nova Guiné: as autoridades temem um número elevado de mortes após deslizamento de terra (AFP)

Papua-Nova Guiné: as autoridades temem um número elevado de mortes após deslizamento de terra (AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 24 de maio de 2024 às 08h59.

Um grande deslizamento de terra afetou vários vilarejos nesta sexta-feira, 24, em Papua-Nova Guiné, onde as autoridades e organizações locais temem um número elevado de mortes na catástrofe.

O , Peter Ipatas, disse à AFP que um grande deslizamento de terra durante a madrugada provocou "perdas de vidas e de propriedades".

"Mais de seis vilarejos foram afetados", afirmou Ipatas, que citou um "desastre natural sem precedentes" que provocou "danos consideráveis".

Imagens da região mostram uma enorme avalanche de pedras e terra que caíram de uma colina repleta de vegetação e que se segue até o fundo de um vale. Os vídeos mostram dezenas de pessoas cavando entre as rochas e a terra, chorando ou tentando ouvir sons de possíveis sobreviventes.

"O deslizamento aconteceu por volta das três da manhã e parece que mais de 100 casas foram soterradas", afirmou Vincent Pyati, presidente de uma associação local."Não sabemos o número de vítimas", acrescentou.

O país insular é cenário frequente de fortes chuvas. O ano de 2024, no entanto, registra chuvas e inundações ainda mais intensas. Em março, ao menos 23 pessoas morreram em um deslizamento de terra.

Acompanhe tudo sobre:ÁfricaDeslizamentos

Mais de Mundo

Bombardeio aéreo russo atinge prédio residencial e deixa três mortos e 37 feridos, afirma Ucrânia

Egito quer penalizar empresas turísticas pelas mortes de peregrinos em Meca

Governo colombiano inicia diálogo com dissidência das Farc

Ministro alemão diz que tarifas da UE a carros elétricos chineses não são punitivas

Mais na Exame