Acompanhe:

Coreia do Norte fecha capital por "doença respiratória"

Os moradores de Pyongyang receberam ordens para ficar em casa de quarta a domingo e devem passar por várias verificações diárias de temperatura

Modo escuro

Continua após a publicidade
Coreia do Norte: A península coreana enfrenta atualmente uma onda de frio, com temperaturas de -22 ºC em Pyongyang (narvikk/Bloomberg)

Coreia do Norte: A península coreana enfrenta atualmente uma onda de frio, com temperaturas de -22 ºC em Pyongyang (narvikk/Bloomberg)

A
AFP

Publicado em 25 de janeiro de 2023 às, 11h51.

A Coreia do Norte ordenou um confinamento de cinco dias em Pyongyang, a capital do país, por "males respiratórios", informou a imprensa nesta quarta-feira, 25, o primeiro confinamento na cidade desde que o governo declarou vitória sobre a covid-19 em agosto do ano passado.

Os moradores de Pyongyang receberam ordens para ficar em casa de quarta a domingo e devem passar por várias verificações diárias de temperatura, informou o site de notícias NK News, com sede em Seul, citando um aviso do governo do Norte.

O aviso não menciona a covid-19, mas indica que entre os males que se espalham pela capital está a gripe comum.

A ordem do governo foi emitida um dia depois que o NK News informou que os moradores da maior cidade norte-coreana pareciam estar estocando alimentos em antecipação ao confinamento.

Não ficou claro se outras partes do país enfrentaram medidas semelhantes e a imprensa estatal não anunciou tais ações. A península coreana enfrenta atualmente uma onda de frio, com temperaturas de -22 ºC em Pyongyang.

A Coreia do Norte manteve um bloqueio rígido desde o início da pandemia, embora permita algum comércio com a China. Reconheceu seu primeiro surto de covid-19 em abril do ano passado, mas proclamou vitória sobre o coronavírus logo depois, o que chamou de "milagre".

No entanto, especialistas e a Organização Mundial da Saúde (OMS) questionam as estatísticas da Coreia do Norte sobre a covid-19. O país tem um dos piores sistemas de saúde do mundo, com hospitais mal equipados, poucas unidades de terapia intensiva e falta de medicamentos para o coronavírus.

Últimas Notícias

Ver mais
Dengue: em dois meses, Brasil ultrapassa 970 mil casos, mais da metade do total de 2023
Brasil

Dengue: em dois meses, Brasil ultrapassa 970 mil casos, mais da metade do total de 2023

Há um dia

Papa Francisco, gripado, passa por exames em hospital de Roma
Mundo

Papa Francisco, gripado, passa por exames em hospital de Roma

Há um dia

Coreia do Norte faz manobra inédita com seu satélite espião
Mundo

Coreia do Norte faz manobra inédita com seu satélite espião

Há um dia

Fernanda Gentil é diagnosticada com Paralisia de Bell; entenda a causa da doença e como prevenir
Pop

Fernanda Gentil é diagnosticada com Paralisia de Bell; entenda a causa da doença e como prevenir

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais