Mundo

COP26: conheça as cinco startups brasileiras que marcam presença no evento

Empresas oferecem soluções de resiliência e adaptação ambiental, descarbonização do transporte e combate ao desperdício de alimentos

 (Skynesher/Getty Images)

(Skynesher/Getty Images)

Ao todo, 26 startups brasileiras se inscreveram na seletiva do CivTech Alliance COP26 Global Scale-up Programme, que deu aos empreendedores a oportunidade de apresentarem suas soluções para o combate às mudanças climáticas a investidores e governos durante a na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26). O Brasil foi o país que mais concorrentes apresentou para as 18 vagas disponíveis.

O material enviado foi avaliado sob a ótica da inovação e do potencial de mercado das concorrentes. A partir disso foram selecionadas 10 startups para a fase de pitch, quando elas puderam apresentar suas soluções durante cinco minutos e responder dúvidas dos avaliadores.

Nessa etapa, além da inovação e do potencial de mercado, os avaliadores também levaram em consideração a capacidade coletiva da equipe da startup, o estágio de maturidade e a disponibilidade para participar das fases seguintes do programa do CivTech Global Scale-Up.

Assim, foram escolhidas as cinco startups que representam o Brasil na COP26 no âmbito do programa. Três delas atuam no tema de resiliência e adaptação ambiental, uma oferece uma solução para descarbonização do transporte e a outra atua no combate ao desperdício de alimentos.

Essas startups já estão participando da fase de Safari do programa da CivTech. Ao longo de sete semanas, elas participarão de imersões internacionais, realizando conexões e interações com os ecossistemas de inovação dos países que participam da iniciativa: Escócia, Espanha, Estados Unidos, Dinamarca, Alemanha, Estônia, Austrália, Lituânia, Polônia e Brasil.

A participação das startups brasileiras é feita sob a coordenação da InvestSP, a agência de promoção de investimentos do estado de SP, do IdeiaGov, o hub de inovação aberta do governo do estado de SP e do hub de inovação BrazilLab.

Conheça as cinco startups brasileiras selecionadas para a COP26:

Eco Panplas
Desenvolveu uma tecnologia limpa e sustentável para reciclar embalagens plásticas de óleo lubrificante pós-consumo, reduzindo as chances de contaminação da água e do solo pelos resíduos de óleo que ficam nas embalagens após o uso.

Um Grau e Meio
Possui uma solução para combater incêndios em florestas e plantações. Uma combinação de hardware e software é capaz de detectar o início de queimadas em um raio de 15 km, possibilitando o imediato combate ao fogo.

Tesouro Verde
Desenvolveu um SaaS que auxilia as estratégias de políticas públicas de sustentabilidade e combate a mudanças climáticas em blockchain. Integra proprietários de terras, entidades públicas, empresas e sociedade global.

Lemobs
Criou uma solução para gerenciamento da alimentação em escolas. O sistema da Lemobs engloba todas as etapas envolvidas no fornecimento de alimentos, desde sua compra, armazenamento e preparo. Melhorando o serviço prestado aos estudantes, reduzindo custos e desperdício de alimentos.

Scipopulis
Processa e analisa dados de mobilidade em tempo real, em conjunto com outros dados das cidades. Sua plataforma de monitoramento do transporte público inclui a estimativa de emissões de gases do efeito estufa, que auxiliam as cidades a implementar medidas para a descarbonização.

Acompanhe tudo sobre:JBSMudanças climáticasNetZeroStartups

Mais de Mundo

Após dois anos de pausa, Blue Origin, de Jeff Bezos, leva passageiros ao espaço

Bombardeios continuam em Rafah, mesmo com chegada de emissário dos EUA a Israel

Irã inicia buscas por helicóptero do presidente Raisi após 'acidente'

Beyond Expo, em Macau, reúne 30 mil pessoas em feira tech que conecta a China ao mundo

Mais na Exame