Mundo

Ciclone Mekunu deixa ao menos 30 mortos em Omã e Iêmen

O ciclone Mekunu atingiu a Península Arábica em 26 de maio, causando enchentes e outros danos

Barco destruído pela passagem do ciclone Munuku, no Iêmen (Stringer/Reuters)

Barco destruído pela passagem do ciclone Munuku, no Iêmen (Stringer/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 3 de junho de 2018 às 13h00.

Última atualização em 3 de junho de 2018 às 13h00.

Dubai - Autoridades informaram que o ciclone Mekunu fez ao menos 30 vítimas fatais quando atingiu o Omã e o Iêmen, no mês passado.

A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho disse em comunicado que a maioria das mortes aconteceu na ilha iemenita de Socotra, onde 20 foram mortos. Outros quatro foram mortos na província de al-Mahrah, no Iêmen, que faz fronteira com Omã.

Em Omã, as autoridades disseram anteriormente que pelo menos seis pessoas foram mortas pela tempestade.

O ciclone Mekunu atingiu a Península Arábica em 26 de maio, causando enchentes e outros danos. Anteriormente, atingiu Socotra, no Mar Arábico.

O ciclone acumulava ventos máximos sustentados de 170 km/h a 180 km/h, com rajadas de até 200 km/h. Fonte: Associated Press.

Acompanhe tudo sobre:Iêmen

Mais de Mundo

Quer mudar de país? Veja os destinos mais procurados no mundo

Família é infectada por vermes após comer carne de urso nos EUA

Netanyahu reconhece 'erro trágico' em ataque que deixou pelo menos 45 mortos em Rafah

Coreia do Norte lança míssil ao mar, dizem Japão e Coreia do Sul

Mais na Exame