Mundo

Charles III da Inglaterra visita a Alemanha em sua primeira viagem ao exterior como rei

O avião com as cores da Union Jack (a bandeira do Reino Unido) pousou no aeroporto internacional de Berlim-Brandeburgo às 13h50 (8h50 de Brasília)

A princípio, Charles e a esposa Camilla deveriam visitar a França antes da Alemanha, mas esta viagem foi cancelada devido aos protestos contra a reforma da Previdência que afetam o território francês (AFP/AFP Photo)

A princípio, Charles e a esposa Camilla deveriam visitar a França antes da Alemanha, mas esta viagem foi cancelada devido aos protestos contra a reforma da Previdência que afetam o território francês (AFP/AFP Photo)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 29 de março de 2023 às 11h46.

O rei Charles III da Inglaterra desembarcou em Berlim nesta quarta-feira, 29, para sua primeira viagem ao exterior como soberano, um "importante gesto europeu" sob rígidas medidas de segurança.
O avião com as cores da Union Jack (a bandeira do Reino Unido) pousou no aeroporto internacional de Berlim-Brandeburgo às 13h50 (8h50 de Brasília).

A princípio, Charles e a esposa Camilla deveriam visitar a França antes da Alemanha, mas esta viagem foi cancelada devido aos protestos contra a reforma da Previdência que afetam o território francês.

Em Berlim, o bairro do Bundestag (Parlamento federal) e os arredores do Portão de Brandemburgo, incluindo a famosa avenida Unter den Linden, foram enfeitados com bandeiras britânicas para receber o monarca e a rainha consorte.

Vários curiosos estavam desde o início da manhã no bairro, onde o casal será recebido pelo presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, e sua esposa.

Mais de mil policiais foram mobilizados para garantir a segurança, assim como 20 cães farejadores. Vários pontos do centro de Berlim foram fechados ao trânsito.

Steinmeier, que acompanhará o monarca durante toda a viagem, chamou a visita do rei de "importante gesto europeu".

"Vínculos estreitos"

Esta será a primeira vez que um convidado de Estado receberá honras militares ao pé do emblemático Portão de Brandemburgo, símbolo da divisão da cidade durante três décadas.

"O casal real pediu para falar diretamente com berlineses", disse o chefe de polícia, Thomas Drechsler.

Apenas 1.500 espectadores serão autorizados a entrar nesta área de Berlim.

"Esta é a primeira visita do rei à Alemanha. Queremos celebrar, não importa o tempo de espera", disse Anja Wieting, 50 anos, funcionária de uma sapataria que viajou com a filha de 18 anos de Oldenburg, no oeste do país, para ver o monarca.

Depois, o rei seguirá para o palácio presidencial, onde será homenageado com um banquete.

"Nós na Alemanha, nós na Europa, queremos vínculos estreitos com o Reino Unido, mesmo depois do Brexit", disse Steinmeier.

Na quinta-feira Charles se reunirá com o chefe de Governo alemão, Olaf Scholz, visitará um mercado com a prefeita da cidade, pronunciará um discurso aos deputados e se reunirá com refugiados ucranianos.

A viagem do casal real à Alemanha terminará na sexta-feira com uma visita a Hamburgo, a segunda maior cidade do país.

"Aliados e amigos"

A última visita da falecida rainha Elizabeth II a Alemanha em 2015 provocou uma onda de entusiasmo no país. Muitos esperam uma recepção parecida ao filho.

O rei conhece bem o país, que já visitou mais de 40 vezes, segundo a embaixada britânica em Berlim.

Os alemães são grandes admiradores da realeza e o interesse não parece que vai diminuir após a morte da popular rainha, opina Michael Hartmann, sociólogo da Universidade Técnica de Damstadt.

Quando ainda era príncipe de Gales, Charles destacou as "relações naturais como aliados e amigos" entre os dois países durante um discurso aos deputados alemães em 2020.

Ele também recordou as raízes alemãs dos Windsor, ao mencionar Albert of Saxe-Coburg and Gotha, que casou com a rainha Victoria em 1840.

Acompanhe tudo sobre:Rei-Charles-IIIFamília real britânicaReino Unido

Mais de Mundo

Às vésperas do G7, EUA anuncia mais sanções contra Rússia pela guerra na Ucrânia

Gorjetas no exterior: dicas para viajar sem estresse

Milei retira Aerolíneas e Correios de lista de privatizações para tentar aprovar Lei de Bases

Hezbollah ataca Israel com mais de 100 foguetes após assassinato de comandante

Mais na Exame