Acompanhe:

Britânicos querem imposto sobre açúcar contra obesidade

A indústria de bebidas criticou as conclusões do relatório, dizendo que os parlamentares "engoliram" a pauta dos lobistas

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Colher de açúcar: a indústria de bebidas criticou as conclusões do relatório, dizendo que os parlamentares "engoliram" a pauta dos lobistas
 (Thinkstock)

Colher de açúcar: a indústria de bebidas criticou as conclusões do relatório, dizendo que os parlamentares "engoliram" a pauta dos lobistas (Thinkstock)

D
Da Redação

Publicado em 30 de novembro de 2015 às, 12h28.

Londres - Legisladores britânicos exortaram o governo nesta segunda-feira a adotar medidas rígidas, incluindo um imposto sobre bebidas com açúcar e um controle de promoções de preços de "alimentos e bebidas prejudiciais à saúde" para combater a obesidade infantil.

O Comitê de Saúde do Parlamento disse haver "indícios claros de que medidas para aprimorar o ambiente alimentício" devem ser empregadas para lidar com o problema, cujo tratamento custa ao sistema de saúde estatal 5,1 bilhões de libras esterlinas por ano.

Mas um porta-voz do primeiro-ministro britânico, David Cameron, declarou que o premiê não acredita que um imposto no açúcar é "o curso de ação certo", e que seu governo irá revelar uma estratégia nacional de combate à obesidade infantil no Ano Novo.

Em um relatório, o comitê afirmou que, além do imposto e do controle das promoções, deveria haver controles mais rígidos no marketing e na propaganda de tais alimentos e bebidas, e que os rótulos deveriam mostrar a quantidade de açúcar em colheres, entre outras ações.

"Um terço das crianças que saem do ensino fundamental estão acima do peso ou obesas, e as crianças mais carentes correm duas vezes mais risco de se tornar obesas do que as menos carentes", disse Sarah Wollaston, presidente do comitê.

A indústria de bebidas criticou as conclusões do relatório, dizendo que os parlamentares "engoliram" a pauta dos lobistas.

"É decepcionante que o comitê tenha desperdiçado a chance de acrescentar uma voz independente robusta ao debate da obesidade", opinou Ian Wright, diretor-geral da Federação de Alimentos e Bebidas da Grã-Bretanha.

Últimas Notícias

Ver mais
Kristalina Georgieva assume como diretora do FMI pela segunda vez
Mundo

Kristalina Georgieva assume como diretora do FMI pela segunda vez

Há 13 horas

Espanha, Irlanda e Noruega estão dispostas a reconhecer o Estado palestino
Mundo

Espanha, Irlanda e Noruega estão dispostas a reconhecer o Estado palestino

Há 15 horas

PIB do Reino Unido cresce 0,1% em fevereiro; para a Capital Economics, a recessão acabou
Economia

PIB do Reino Unido cresce 0,1% em fevereiro; para a Capital Economics, a recessão acabou

Há 18 horas

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, observando sinais dos EUA e com força de mineradoras
seloMercados

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, observando sinais dos EUA e com força de mineradoras

Há 18 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais