Acompanhe:

Avião militar com 65 prisioneiros de guerra cai na fronteira da Rússia com a Ucrânia

Segundo informações da CNN, ainda não há informações do que teria motivado a queda

Modo escuro

Continua após a publicidade
A agência de notícias Ria Novosti disse que entre os que estavam a bordo estavam membros capturados das forças armadas ucranianas (Twitter/Reprodução)

A agência de notícias Ria Novosti disse que entre os que estavam a bordo estavam membros capturados das forças armadas ucranianas (Twitter/Reprodução)

Um avião militar russo, com cerca de 65 prisioneiros de guerra ucranianoscaiu na região de Belgorod, próximo a fronteira da Rússia com a Ucrânia, na manhã desta quarta-feira, 24. O anúncio foi feito pelo ministro russo, segundo as agências russas. 

Segundo o ministério de defesa, a aeronave estava 74 pessoas a bordo e não houve sobreviventes. A Ucrânia alega que o avião carregava mísses de defesa.

"A bordo estavam 65 militares ucranianos capturados, sendo transportados para a região de Belgorod para troca, seis tripulantes e três escoltas", disse o Ministério da Defesa, citado pela agência de notícias RIA-Novosti.

Segundo informações da CNN, ainda não há informações do que teria motivado a queda. Relatos nas redes sociais apontam que o avião havia explodido antes de cair, porém não há confirmação.

O avião, de modelo Ilyushin-76 é capaz de transportar de 20 a 60 toneladas de carga. Além disso, pode acomodar até 145 soldados com armas pessoais.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Ataques russos contra região ucraniana de Kharkiv deixam seis mortos
Mundo

Ataques russos contra região ucraniana de Kharkiv deixam seis mortos

Há 4 horas

Rússia diz que diálogo com Otan é 'zero', mas não cogita possibilidade de conflito
Mundo

Rússia diz que diálogo com Otan é 'zero', mas não cogita possibilidade de conflito

Há 7 horas

EUA emitiu alerta específico sobre ataque terrorista na Rússia, diz jornal
Mundo

EUA emitiu alerta específico sobre ataque terrorista na Rússia, diz jornal

Há 7 horas

Rússia alista 16 mil novos recrutas para lutar na Ucrânia após atentado terrorista em Moscou
Mundo

Rússia alista 16 mil novos recrutas para lutar na Ucrânia após atentado terrorista em Moscou

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais