Mundo

Austrália declara crise nacional e anuncia medidas para combater violência contra as mulheres

Primeiro-ministro anunciou pacote de medidas contra a misoginia

Publicado em 4 de maio de 2024 às 15h54.

Tudo sobreAustrália
Saiba mais

O primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese, afirmou que o país está passando por uma crise de violência doméstica. Como forma de combatê-la, Albanese anunciou medidas como o investimento de mais recursos para apoiar sobreviventes e uma maior rigidez com conteúdo online misógino.

Recentemente, foram registradas manifestações em cidades como Sydney, Melbourne, Canberra e Perth exigindo que o governo tratasse o assunto como emergência.

Neste ano, uma mulher foi morta a cada quatro dias na Austrália como resultado de violência doméstica. De acordo com a ABC, trata-se de quase o dobro de mulheres mortas no mesmo período de 2023.

Segundo afirmou Samantha Bricknell, pesquisadora do Instituto Australiano de Criminologia, à ABC, dados recentes indicam um aumento de 31% nas mortes de mulheres entre junho de 2022 e o mesmo mês de 2023. Nesse ínterim, 34 assassinatos foram cometidos. 'É algo com que a Austrália precisa se preocupar', declarou Bricknell à ABC.

Informações publicadas pela Al Jazeera revelam ainda que uma em cada quatro mulheres australianas passaram por algum tipo de violência por parte de um parceiro ou membro da família desde os 15 anos.

Albanese se juntou aos protestantes em Canberra no domingo. 'Precisamos mudar a cultura. Precisamos mudar atitudes. Precisamos mudar o sistema legal', declarou. O primeiro-ministro ainda anunciou que o governo investirá cerca de 600 milhões de dólares nos próximos cinco anos para prover apoio financeiro a mulheres e crianças que estejam tentando fugir da violência.

Além disso, o governo anunciou medidas para coibir atitudes violentas contra mulheres, como pornografia online violenta e conteúdos misóginos que têm jovens e crianças como alvos.

Com informações da Al Jazeera.

Acompanhe tudo sobre:AustráliaViolência urbana

Mais de Mundo

Putin ameaça entregar armas de longo alcance a países em conflito com potências ocidentais

Após perder maioria nas eleições, partido de Modi consegue aliança para formar novo governo da Índia

Homem é preso no Líbano após atirar contra Embaixada dos Estados Unidos

Premiê eslovaco fala pela primeira vez desde tentativa de assassinato

Mais na Exame