A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Atirador era policial do batalhão de choque, diz ministro turco

O ministro afirmou ainda que outras três pessoas ficaram feridas no ataque, mas sem gravidade, e que uma já foi liberada pelos médicos

Ancara - O atirador que matou o embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, em um ataque em uma galeria de arte nesta segunda-feira era um policial que trabalhava para o batalhão de choque da polícia de Ancara, disse o ministro do interior turco.

Suleyman Soylu disse a repórteres que o assassinato entristeceu "profundamente" a nação turca e que o crime aconteceu em um momento em que Turquia e Rússia tinham melhorado as relações.

O ministro afirmou ainda que outras três pessoas ficaram feridas no ataque, mas sem gravidade, e que uma já foi liberada pelos médicos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também