Mundo

Atentado suicida em Cabul deixa pelo menos 26 mortos

Um homem-bomba detonou os explosivos contra um grupo de pessoas que estavam a caminho de um templo da região para celebrar o ano novo

Afeganistão: por enquanto, nenhum grupo de insurgentes reivindicou a autoria da ação (Mohammad Ismail/Reuters)

Afeganistão: por enquanto, nenhum grupo de insurgentes reivindicou a autoria da ação (Mohammad Ismail/Reuters)

E

EFE

Publicado em 21 de março de 2018 às 08h16.

Cabul - Pelo menos 26 pessoas morreram e outras 18 ficaram feridas, nesta quarta-feira, em um atentado suicida ocorrido perto de uma multidão que celebrava o primeiro dia do ano novo afegão em Cabul, segundo informações de fontes oficiais, passadas à Agência Efe.

Um homem-bomba detonou os explosivos que carregava em seu colete por volta das 12h (hora local, 4h30 de Brasília) entre a Universidade de Cabul e o Hospital Aliabad, contra um grupo de pessoas que estavam a caminho de um templo da região para celebrar o ano novo, afirmou o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Nasrat Rahimi.

"Por enquanto temos 26 pessoas mortas e 18 feridas", afirmou a fonte.

O grupo atacado, formado principalmente por jovens, seguia para o templo Kart-e-Sakhi, localizado nas imediações de onde aconteceu a explosão, para participar das festividades de Nawroz, o ano novo.

Por enquanto, nenhum grupo de insurgentes reivindicou a autoria da ação.

No último sábado, três civis morreram e outros quatro ficaram feridos num ataque suicida dos talibãs com carro-bomba perpetrado nas imediações de um parque industrial em Cabul.

Além disso, o atentado de hoje se soma a outros ocorridos na capital afegã este ano, o maior aconteceu no final de janeiro pelos talibãs com uma ambulância bomba que explodiu em meio à rua em um bairro do centro de Cabul, matando mais de 100 pessoas.

Acompanhe tudo sobre:AfeganistãoAtaques terroristasMortes

Mais de Mundo

Para aumentar inovação, Xangai emite regulamento para gestão de projetos de tecnologias disruptivas

Aprovação de Lei de Bases marca nova fase de Milei, diz analista argentino

Irã está expandindo suas capacidades nucleares, diz agência de energia atômica da ONU

Inflação na Argentina cai pela metade e atinge 4,2% em maio

Mais na Exame