Acompanhe:

Aprovação de Bachelet cai para 22%, a pior de seus governos

Na pesquisa realizada em abril, a presidente tinha o respaldo de 29% da população e sua rejeição era de 56%

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Michelle Bachelet: 61% disseram que Bachelet está governando pior do que esperavam e apenas 6% apontaram que a governante está fazendo melhor do que o esperado
 (Gary Cameron/Reuters)

Michelle Bachelet: 61% disseram que Bachelet está governando pior do que esperavam e apenas 6% apontaram que a governante está fazendo melhor do que o esperado (Gary Cameron/Reuters)

D
Da Redação

Publicado em 11 de setembro de 2015 às, 16h11.

Santiago do Chile - O respaldo à gestão da presidente do Chile, Michelle Bachelet, caiu até 22%, enquanto sua desaprovação chegou a 61%, o pior registro em seus dois mandatos, segundo uma pesquisa do Centro de Estudos Públicos (CEP) publicada nesta sexta-feira.

"Não são resultados que nos agradam. Temos que trabalhar intensamente, sempre com a vocação para a unidade", comentou aos jornalistas o porta-voz do governo, Marcelo Díaz.

A pesquisa refletiu uma queda de sete pontos na aprovação de Bachelet. Na pesquisa realizada em abril, a presidente tinha o respaldo de 29% da população e sua rejeição era de 56%.

Quanto aos atributos da governante, 30% dos indagados asseguram que Bachelet "inspira confiança", enquanto 65% acreditam que não.

A pesquisa é divulgada em um período no qual o governo chileno reconheceu debilidades em sua gestão para implementar as reformas incluídas em seu programa.

Com relação à liderança da presidente para enfrentar situações de crise, 62% acreditam que Bachelet não possui esta qualidade, frente a 31% que acham que sim.

Por outro lado, entre as pessoas que foram consultadas sobre a atuação do governo, 16% afirmam que o Executivo atua com "firmeza" perante as pressões de instituições, grupos e pessoas enquanto 76% acham que demonstra "fraqueza".

Outro dado do estudo afirma que 61% disseram que Bachelet está governando pior do que esperavam e apenas 6% apontaram que a governante está fazendo melhor do que o esperado.

As estatísticas mostram que a delinquência é o assunto que mais atormenta a população. Entre os entrevistados, 60% acreditam que este é o maior problema ao qual o governo deveria dedicar seu esforço.

A pesquisa foi realizada com 1.420 entrevistados em todo o país entre os dias 1 e 31 de agosto, com um nível de confiança de 95% e uma margem de erro de 3%.

Últimas Notícias

Ver mais
Boric protesta junto à Argentina após acusação de presença do Hezbollah no Chile
Mundo

Boric protesta junto à Argentina após acusação de presença do Hezbollah no Chile

Há 11 horas

Comissão do Senado analisa hoje PEC que cria bônus para juízes e promotores
Brasil

Comissão do Senado analisa hoje PEC que cria bônus para juízes e promotores

Há 12 horas

Tebet: não foi erro esperar para mudar meta fiscal; o momento oportuno era PLDO
Brasil

Tebet: não foi erro esperar para mudar meta fiscal; o momento oportuno era PLDO

Há um dia

Ibovespa fecha em queda pelo 5º dia e aprofunda pior patamar do ano; dólar sobe a R$ 5,27
seloMercados

Ibovespa fecha em queda pelo 5º dia e aprofunda pior patamar do ano; dólar sobe a R$ 5,27

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais