Alemanha e França fecham fronteiras aéreas com o Brasil e outros países

As medidas serão válidas a partir do próximo sábado, 30, e devem durar até, pelo menos, 17 de fevereiro

O governo da Alemanha suspendeu nesta sexta-feira, 29, a entrada de viajantes do Brasil, Reino Unido, Portugal, Irlanda e África do Sul no país, segundo publicação do The Guardian. As medidas serão válidas a partir do próximo sábado, 30, e devem durar até, pelo menos, 17 de fevereiro. As restrições ocorrem na tentativa de impedir a disseminação de novas variantes do coronavírus.

Segundo levantamento da universidade americana Johns Hopkins, a Alemanha já registrou mais de 2,2 milhões de infecções confirmados de covid-19, além de 56.000 mortes relacionadas à doença. O país tem visto uma diminuição lenta no número de novos casos e não reportou nenhum recorde de óbitos nos últimos dias.

Na França, o primeiro-ministro Jean Castex também anunciou o fechamento das fronteiras para países fora da União Europeia, exceto para viagens essenciais, a partir de domingo, 31, afirma publicação da AFP.

"Qualquer entrada na França e qualquer saída de nosso território para ou de um país fora da União Europeia será proibida, a menos que haja uma razão convincente", disse Castex.

A França acumula mais de 3,2 milhões de casos de covid-19 e mais de 75.000 mortes, de acordo com a Johns Hopkins, sendo o segundo país europeu com o maior número de infecções, atrás somente do Reino Unido.

No Canadá, o primeiro-ministro Justin Trudeau também anunciou novas restrições à entrada de viajantes no país. Segundo informações da CTV News, estão banidos os voos com destino ou origem do México e dos países do Caribe até o dia 30 de abril.

Trudeau também afirmou nesta sexta-feira que todos os voos internacionais que chegarem ao país devem pousar somente nas cidades de Vancouver, Calgary, Toronto e Montreal.

Os viajantes deverão realizar o teste PCR no aeroporto quando pousarem e ficar em quarentena em um hotel designado por até três dias às suas próprias custas. O primeiro-ministro disse que os viajantes ficarão "sob vigilância e fiscalização significativamente aumentadas".

O Canadá já registrou mais de 773.000 infecções pelo novo coronavírus e 19.000 mortes, de acordo com dados da Johns Hopkins.

O governo de Portugal anunciou que também exigirá teste PCR negativo e quarentena para viajantes que chegam de voos vindos de países com mais de 500 casos de covid-19 por 100.000 habitantes, segundo informações do El País. O teste deverá ser realizado em até 72 horas antes da decolagem e o isolamento obrigatório será de duas semanas.

Segundo os dados da Johns Hopkins, Portugal acumula quase 700.000 casos de covid-19, além de mais de 11.000 fatalidades em decorrência da doença.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.