Especulação imobiliária aumenta em mais de 10 bairros na cidade de SP; veja quais

Índice Especulômetro EXAME-Loft aponta a diferença entre o valor de anúncio de imóvel e o de registro em cartório
Imóveis em SP: especulação é avaliada por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato (Reprodução/Getty Images)
Imóveis em SP: especulação é avaliada por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato (Reprodução/Getty Images)
Karla Mamona
Karla MamonaPublicado em 20/08/2022 às 08:30.

A especulação imobiliária aumentou na cidade de São Paulo. É o que revela a nova edição do Índice Especulômetro EXAME-Loft, que reúne a EXAME com a Loftuma das principais startups dedicadas ao mercado de imóveis no país.

A especulação imobiliária não é algo totalmente negativo. Isso porque ela é medida por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato, ou seja, existe uma oportunidade de negociação para quem deseja comprar um imóvel. A Loft analisa os valores anunciados e os fechados e registrados em cartório. No último trimestre encerrado em maio de 2022, dos bairros avaliados, 12 tiveram aumento considerável entre anunciado e transacionado.

Entre os bairros que tiveram aumento estão Aclimação (21,90%), Alto da Lapa (14,83%), Bela Vista (26,90%), Brooklin (20,64%), Campo Belo (21,34%), Chácara Klabin (16,76%), Jardim América (19,29%), Jardim Paulista (28,83%), Pinheiros (34,25%), Vila Mariana (23,43%), Vila Conceição (19,55%) e Vila Olímpia (18,50%).

Rodger Campos, gerente de dados da Loft, afirma que desde junho, nota-se uma tendência de alta no indicador do Especulômetro. Segundo ele, esse movimento ocorre sendo reflexo do aumento dos preços pedidos dos imóveis, enquanto os preços transacionados permanecem estáveis ou apresentam taxas de crescimento mais lentas quando comparadas às taxas de crescimento dos preços pedidos.

"É importante perceber que o hiato evidencia, de alguma forma, a expectativa dos proprietários de imóveis em negociações com maior ágio quando comparado a meses anteriores. O equilíbrio de mercado dependerá do poder de barganha entre comprador e vendedor ", completou Campos.

Em contrapartida, seis bairros apresentaram redução quando se analisa a especulação imobiliário. Os bairros são: Alto de Pinheiros, Jardim Paulistano, Lapa, Paraíso, Vila Madalena e Vila Romana.

Já os bairros Itaim Bibi, Moema Índios, Moema Pássaros, República e Vila Leopoldina apresentaram estabilidade. Vale destacar que os critérios para o bairro sair da tendência de "estabilidade" (ou seja, que apresente variação considerável): variação em dois períodos seguidos para a mesma direção (duas subidas, por exemplo), sendo ao menos uma superior a 5%. Ou variação superior a 10% em relação ao período anterior.  Veja nas tabelas abaixo o preço do metro quatro dos bairros citados acima:

Bairro Tendência Preço do metro quadrado 
Aclimação Alta R$ 8.718
Alto da Lapa Alta R$ 8.929
Alto de Pinheiros Baixa R$ 9.966
Bela Vista Alta R$ 8.270
Brooklin Alta R$ 10.874
Campo Belo Alta R$ 9.709
Chácara Klabin Alta R$ 10.020
Itaim Bibi Estabilidade R$ 12.396
Jardim América Alta R$ 11.573
Jardim Paulista Alta R$ 9.376
Jardim Paulistano Baixa R$ 11.035
Lapa Baixa R$ 9.295
Moema Índios Estabilidade R$ 8.084
Moema Pássaros Estabilidade R$ 10.103
Paraíso Baixa R$ 9.218
Pinheiros Alta R$ 9.784
República Estabilidade R$ 6.692
Vila Leopoldina Estabilidade R$ 9.325
Vila Madalena Baixa R$ 10.358
Vila Mariana Alta R$ 8.532
Vila Nova Conceição Alta R$ 15.870
Vila Olímpia Alta R$ 11.843
Vila Romana Baixa R$ 9.390

Preço do metro quadrado

Ao analisar o comportamento dos preços nos bairros da cidade de São Paulo, os dados apontam que quatro bairros tiveram aumento no trimestre analisado: Campo Belo, Chácara Klabin, Moema Pássaros e Vila Romana. Apenas um bairro apresentou tendência de queda, Moema Pássaros, cujo o metro quadrado caiu para R$ 10.103. Os demais bairros apresentaram estabilidade. Veja abaixo:

Bairros Preço do metro quadrado Tendência
Aclimação R$ 8.718 Estabilidade
Alto da Lapa R$ 8.929 Estabilidade
Alto de Pinheiros R$ 9.966 Estabilidade
Bela Vista R$ 8.270 Estabilidade
Brooklin R$ 10.874 Estabilidade
Campo Belo R$ 9.709 Alta
Chácara Klabin R$ 10.020 Alta
Itaim Bibi R$ 12.396 Estabilidade
Jardim Ámerica R$ 11.573 Estabilidade
Jardim Paulista R$ 9.376 Estabilidade
Jardim Paulistano R$ 11.035 Estabilidade
Lapa R$ 9.295 Estabilidade
Moema Índios R$ 8.084 Baixa
Moema Pássaros R$ 10.103 Alta
Paraíso R$ 9.218 Estabilidade
Pinheiros R$ 9.784 Estabilidade
República R$ 6.692 Estabilidade
Vila Leopoldina R$ 9.325 Estabilidade
Vila Madalena R$ 10.358 Estabilidade
Vila Mariana R$ 8.532 Estabilidade
Vila Nova Conceição R$ 15.870 Estabilidade
Vila Olímpia R$ 11.843 Estabilidade
Vila Romana R$ 9.390 Alta

Veja Também

Quanto tempo demora para receber o dinheiro de um imóvel de herança?
Mercado imobiliário
Há 6 dias • 1 min de leitura

Quanto tempo demora para receber o dinheiro de um imóvel de herança?

‘Chama o VAR': a estratégia da Loft para evitar corretagem fora da plataforma
Mercado imobiliário
Há uma semana • 2 min de leitura

‘Chama o VAR': a estratégia da Loft para evitar corretagem fora da plataforma

Crédito imobiliário cai 14,2% em outubro para R$ 14,7 bi, mostra Abecip
Mercado imobiliário
Há uma semana • 3 min de leitura

Crédito imobiliário cai 14,2% em outubro para R$ 14,7 bi, mostra Abecip

Black Friday de imóveis: Leilão tem lance inicial a partir de R$ 25 mil
Mercado imobiliário
Há uma semana • 2 min de leitura

Black Friday de imóveis: Leilão tem lance inicial a partir de R$ 25 mil