Acompanhe:
seloMercado imobiliário

Especulação imobiliária aumenta em mais de 10 bairros na cidade de SP; veja quais

Índice Especulômetro EXAME-Loft aponta a diferença entre o valor de anúncio de imóvel e o de registro em cartório

Modo escuro

Continua após a publicidade
Imóveis em SP: especulação é avaliada por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato (Reprodução/Getty Images)

Imóveis em SP: especulação é avaliada por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato (Reprodução/Getty Images)

K
Karla Mamona

Publicado em 20 de agosto de 2022 às, 08h30.

A especulação imobiliária aumentou na cidade de São Paulo. É o que revela a nova edição do Índice Especulômetro EXAME-Loft, que reúne a EXAME com a Loftuma das principais startups dedicadas ao mercado de imóveis no país.

A especulação imobiliária não é algo totalmente negativo. Isso porque ela é medida por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato, ou seja, existe uma oportunidade de negociação para quem deseja comprar um imóvel. A Loft analisa os valores anunciados e os fechados e registrados em cartório. No último trimestre encerrado em maio de 2022, dos bairros avaliados, 12 tiveram aumento considerável entre anunciado e transacionado.

Entre os bairros que tiveram aumento estão Aclimação (21,90%), Alto da Lapa (14,83%), Bela Vista (26,90%), Brooklin (20,64%), Campo Belo (21,34%), Chácara Klabin (16,76%), Jardim América (19,29%), Jardim Paulista (28,83%), Pinheiros (34,25%), Vila Mariana (23,43%), Vila Conceição (19,55%) e Vila Olímpia (18,50%).

Rodger Campos, gerente de dados da Loft, afirma que desde junho, nota-se uma tendência de alta no indicador do Especulômetro. Segundo ele, esse movimento ocorre sendo reflexo do aumento dos preços pedidos dos imóveis, enquanto os preços transacionados permanecem estáveis ou apresentam taxas de crescimento mais lentas quando comparadas às taxas de crescimento dos preços pedidos.

"É importante perceber que o hiato evidencia, de alguma forma, a expectativa dos proprietários de imóveis em negociações com maior ágio quando comparado a meses anteriores. O equilíbrio de mercado dependerá do poder de barganha entre comprador e vendedor ", completou Campos.

Em contrapartida, seis bairros apresentaram redução quando se analisa a especulação imobiliário. Os bairros são: Alto de Pinheiros, Jardim Paulistano, Lapa, Paraíso, Vila Madalena e Vila Romana.

Já os bairros Itaim Bibi, Moema Índios, Moema Pássaros, República e Vila Leopoldina apresentaram estabilidade. Vale destacar que os critérios para o bairro sair da tendência de "estabilidade" (ou seja, que apresente variação considerável): variação em dois períodos seguidos para a mesma direção (duas subidas, por exemplo), sendo ao menos uma superior a 5%. Ou variação superior a 10% em relação ao período anterior.  Veja nas tabelas abaixo o preço do metro quatro dos bairros citados acima:

BairroTendênciaPreço do metro quadrado 
AclimaçãoAltaR$ 8.718
Alto da LapaAltaR$ 8.929
Alto de PinheirosBaixaR$ 9.966
Bela VistaAltaR$ 8.270
BrooklinAltaR$ 10.874
Campo BeloAltaR$ 9.709
Chácara KlabinAltaR$ 10.020
Itaim BibiEstabilidadeR$ 12.396
Jardim AméricaAltaR$ 11.573
Jardim PaulistaAltaR$ 9.376
Jardim PaulistanoBaixaR$ 11.035
LapaBaixaR$ 9.295
Moema ÍndiosEstabilidadeR$ 8.084
Moema PássarosEstabilidadeR$ 10.103
ParaísoBaixaR$ 9.218
PinheirosAltaR$ 9.784
RepúblicaEstabilidadeR$ 6.692
Vila LeopoldinaEstabilidadeR$ 9.325
Vila MadalenaBaixaR$ 10.358
Vila MarianaAltaR$ 8.532
Vila Nova ConceiçãoAltaR$ 15.870
Vila OlímpiaAltaR$ 11.843
Vila RomanaBaixaR$ 9.390

Preço do metro quadrado

Ao analisar o comportamento dos preços nos bairros da cidade de São Paulo, os dados apontam que quatro bairros tiveram aumento no trimestre analisado: Campo Belo, Chácara Klabin, Moema Pássaros e Vila Romana. Apenas um bairro apresentou tendência de queda, Moema Pássaros, cujo o metro quadrado caiu para R$ 10.103. Os demais bairros apresentaram estabilidade. Veja abaixo:

BairrosPreço do metro quadradoTendência
AclimaçãoR$ 8.718Estabilidade
Alto da LapaR$ 8.929Estabilidade
Alto de PinheirosR$ 9.966Estabilidade
Bela VistaR$ 8.270Estabilidade
BrooklinR$ 10.874Estabilidade
Campo BeloR$ 9.709Alta
Chácara KlabinR$ 10.020Alta
Itaim BibiR$ 12.396Estabilidade
Jardim ÁmericaR$ 11.573Estabilidade
Jardim PaulistaR$ 9.376Estabilidade
Jardim PaulistanoR$ 11.035Estabilidade
LapaR$ 9.295Estabilidade
Moema ÍndiosR$ 8.084Baixa
Moema PássarosR$ 10.103Alta
ParaísoR$ 9.218Estabilidade
PinheirosR$ 9.784Estabilidade
RepúblicaR$ 6.692Estabilidade
Vila LeopoldinaR$ 9.325Estabilidade
Vila MadalenaR$ 10.358Estabilidade
Vila MarianaR$ 8.532Estabilidade
Vila Nova ConceiçãoR$ 15.870Estabilidade
Vila OlímpiaR$ 11.843Estabilidade
Vila RomanaR$ 9.390Alta

Últimas Notícias

Ver mais
Nova divisão, franquias e consultoria: o que a Lello fez para crescer 33% em locação comercial
seloMercado imobiliário

Nova divisão, franquias e consultoria: o que a Lello fez para crescer 33% em locação comercial

Há 17 horas

Jaçanã: Saiba como é morar no bairro que foi imortalizado por Adoniran Barbosa
seloMercado imobiliário

Jaçanã: Saiba como é morar no bairro que foi imortalizado por Adoniran Barbosa

Há um dia

Pirituba: conheça tudo sobre um dos  bairros mais verdes de São Paulo
seloMercado imobiliário

Pirituba: conheça tudo sobre um dos bairros mais verdes de São Paulo

Há 2 dias

O que é a matrícula do imóvel? Ela é mais importante que a escritura?
seloMercado imobiliário

O que é a matrícula do imóvel? Ela é mais importante que a escritura?

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais