Minhas Finanças

Usuários criticam planos de saúde coletivos por adesão

Maioria das operadoras está concentrada nos planos coletivos, que representam hoje 73,6% do mercado

Consumidores ainda enfrentam problemas ao adquirir planos de saúde coletivos (Stock.Xchange)

Consumidores ainda enfrentam problemas ao adquirir planos de saúde coletivos (Stock.Xchange)

DR

Da Redação

Publicado em 1 de fevereiro de 2011 às 09h43.

São Paulo - Um ano e meio após a edição das regras que tornaram mais rígida a venda de planos de saúde coletivos por adesão, consumidores ainda enfrentam problemas ao adquirir esse tipo de produto - como planos vendidos sem registro ou de forma irregular. Além disso, poucos usuários são informados sobre o direito de aderir sem carência nos primeiros 30 dias de vigência ou no mês de aniversário do contrato.

Após a edição da lei dos planos de saúde em 1998, que aumentou o controle do governo sobre os reajustes dos planos individuais e acabou com os limites de cobertura, a maioria das operadoras passou a se concentrar nos planos coletivos - que representam hoje 73,6% do mercado. Em 2009, nova regulamentação dividiu essa categoria em planos empresarias e coletivos por adesão.

Estes, desde julho de 2009, só podem ser vendidos por sindicatos, associações e conselhos de classe. De olho no filão, operadoras têm firmado parceria com essas entidades.

A advogada Wanessa de Araújo, de 30 anos, foi prejudicada. Para garantir um preço atraente, o corretor a induziu a assinar uma declaração falsa de que pertencia ao Sindicato dos Comerciários de Brasília. “Ele disse que eu tinha de fazer isso porque era um coletivo por adesão. Eu nem sabia do que se tratava".

Para evitar problemas, a advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Juliana Ferreira recomenda pedir para o corretor registrar por escrito as promessas que fizer no momento da venda, pois as operadoras serão obrigadas a cumpri-las. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Acompanhe tudo sobre:Planos de saúdeSaúdeServiçosServiços de saúdeSetor de saúde

Mais de Minhas Finanças

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2726; prêmio é de R$ 30 mi

Devedores têm último fim de semana para aderir ao Desenrola Brasil

Para acelerar atendimento a benefícios sociais, Caixa abre 17 agências no RS no sábado e domingo

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 30 milhões neste sábado; veja como apostar

Mais na Exame