Minhas Finanças

Procon-SP notifica Nubank e Mercado Pago sobre cadastro de chaves do PIX

Empresas devem esclarecer sobre cadastro automático para a chave Pix sem autorização do consumidor

As empresas têm 72 horas para responder aos questionamentos a contar de hoje (Rafael Henrique/SOPA Images/Getty Images)

As empresas têm 72 horas para responder aos questionamentos a contar de hoje (Rafael Henrique/SOPA Images/Getty Images)

Marília Almeida

Marília Almeida

Publicado em 19 de outubro de 2020 às 12h42.

Última atualização em 21 de outubro de 2020 às 10h15.

O Procon-SP notificou o Nubank e a Mercado Pago para pedir explicações sobre a ocorrência de casos de cadastros das chaves do Pix sem a solicitação do cliente e também sobre dificuldades de cancelamento. A decisão foi tomada com base em reclamações de consumidores sobre a ocorrência dessas práticas nas duas instituições.

Diante disso, o Procon-SP pediu os seguintes esclarecimentos às empresas:

- como e por quais canais está sendo oferecido e disponibilizado o cadastro dos consumidores ao Pix;
- quais informações são prestadas antes da realização do cadastro;
- como se dá a confirmação ou anuência inequívoca dos consumidores;
- como o consumidor pode efetuar o cancelamento do cadastro;
- se verificaram a ocorrência de problema sistêmico que poderia ter dado causa ao cadastro indevido das chaves de segurança;
- quais providências têm sido adotadas para solução dos problemas relatados;
- quais os canais de atendimento disponibilizados ao consumidor para atendimento.

As empresas têm 72 horas para responder aos questionamentos a contar de hoje.

Além de notificar as empresas, o Procon-SP enviou ofício a Febraban - Federação Brasileira de Bancos para que comunique aos bancos para que não efetuem o cadastramento da chave Pix sem prévia, expressa e inequívoca autorização do cliente que é o consumidor, caso contrário poderão ser multados por prática abusiva.

O Nubank confirma que recebeu a notificação do Procon-SP e que responderá aos questionamentos dentro do prazo estabelecido. A empresa reitera que todas as chaves foram cadastradas com a devida autorização dos clientes e que possui os consentimentos devidamente documentados.

Quer aprender a investir melhor? Inscreva-se no curso Manual do Investidor da EXAME Academy

O Nubank reforça também que preparou cuidadosamente um fluxo prático e simples de comunicação para seus clientes e, no dia 5 de outubro, enviou o pedido de consentimento via aplicativo a todos que haviam feito o pré-cadastro no PIX.

O Nubank esclarece, ainda, que, em um universo de mais de seis milhões de pessoas com chaves cadastradas, "recebeu apenas duas reclamações a respeito de consentimento. Essas pessoas foram contatadas e o banco digital apresentou com sucesso as evidências de que haviam, sim, dado autorização", explica, em nota.

Acompanhe tudo sobre:direito-do-consumidorFintechsmeios-de-pagamentoMercado LivreNubankPIXProcon

Mais de Minhas Finanças

Mega-Sena: aposta de Ponta Grossa, no Paraná, leva prêmio acumulado de R$ 114 milhões

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2734; prêmio acumulado é de R$ 112 milhões

Caixa abre cadastro de imóveis para compra pelo governo e doação ao RS

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 112 milhões

Mais na Exame