Easynvest isenta taxa de corretagem para investir em ações

A corretora também lançou um aplicativo para compra e venda de ações, com foco em capturar novos investidores interessados em ingressar na Bolsa
 (Foto/Thinkstock)
(Foto/Thinkstock)
J
Júlia Lewgoy

Publicado em 23/02/2017 às 15:06.

Última atualização em 19/07/2018 às 11:21.

São Paulo - A corretora Easynvest deixou de cobrar taxa de corretagem mensal de quem investe em aplicações de renda variável, como ações e fundos de índice, e lançou um aplicativo para compra e venda de ações, o Easynvest Trade.

Com a iniciativa, a corretora pretende capturar novos investidores interessados em ingressar na Bolsa. Antes, a taxa mínima de corretagem para investir em renda variável era fixada em 30 reais por mês. Agora, os investidores pagam somente uma taxa por ordem realizada, de 10 reais.

A proposta da corretora é tornar as ações mais acessíveis a quem apenas quer experimentar o investimento, em um momento de queda na taxa básica de juros, a Selic, e de melhora nas expectativas em relação à Bolsa.

“A ideia é facilitar o investimento em ações para um público que ainda não conhece as particularidades desse mercado”, explica Amerson Magalhães, diretor da Easynvest.

No entanto, é preciso cautela para quem ainda é um investidor iniciante. “Não queremos incentivar ninguém a sair da poupança para as ações. Esse é um mercado para quem já tem sua reserva de emergência em renda fixa e pode enfrentar um pouco mais de risco para diversificar seus investimentos”, alerta Magalhães.

A Easynvest também não cobra taxa de corretagem para aplicações de renda fixa, como Tesouro Direto, CDBs e LCs, entre outras.

Por enquanto, o aplicativo Easynvest Trade está disponível somente para usuários de iPhone, mas a versão para Android deve ser lançada em março.