Acompanhe:

Custo de vida tem aumento menor em abril, aponta Dieese

Os grupos alimentação (0,39%), habitação (0,44%) e saúde (0,39%) foram os que mais contribuíram para a alta da inflação no mês de abril

Modo escuro

Continua após a publicidade

	DInheiro: entre maio de 2012 e abril deste ano, o ICV apresentou aumento de 6,68%.
 (REUTERS/Bruno Domingos)

DInheiro: entre maio de 2012 e abril deste ano, o ICV apresentou aumento de 6,68%. (REUTERS/Bruno Domingos)

E
Elaine Patricia Cruz

Publicado em 8 de maio de 2013 às, 14h56.

São Paulo – Após registrar alta de 0,78% em março, a inflação medida pelo Índice de Custo de Vida (ICV) subiu menos em abril, apresentando alta de 0,31%. O índice, que é medido na cidade de São Paulo, foi divulgado hoje (8) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Os grupos alimentação (0,39%), habitação (0,44%) e saúde (0,39%) foram os que mais contribuíram para a alta da inflação no mês de abril.

No grupo alimentação, a maior alta ocorreu na refeição fora do domicílio, que sofreu reajuste de 0,99%. Já na habitação, o aumento nos preços dos materiais de construção contribuiu para a alta no subgrupo conservação dos domicílios (0,74%) e o reajuste na última semana de abril nas contas de água e esgoto também contribuiu para a alta no subgrupo operação (0,45%). Já no grupo saúde, a elevação de 0,39% se deveu principalmente ao reajuste nos preços dos medicamentos e dos produtos farmacêuticos.

Entre maio de 2012 e abril deste ano, o ICV apresentou aumento de 6,68%. Considerando apenas os primeiros quatro meses deste ano, o índice teve aumento de 3,01%, puxado principalmente pelos grupos despesas pessoais (7,96%), educação e leitura (6,15%) e alimentação (3,99%).

Últimas Notícias

Ver mais
Cresce risco de inflação em 2025 superar a de 2024, por causa de serviços caros e incerteza fiscal
Economia

Cresce risco de inflação em 2025 superar a de 2024, por causa de serviços caros e incerteza fiscal

Há 18 horas

Rendimento médio real do brasileiro supera nível pré-pandemia e chega a R$ 2.846 em 2023
Economia

Rendimento médio real do brasileiro supera nível pré-pandemia e chega a R$ 2.846 em 2023

Há 2 dias

Abraham Loria: Projeto de regulamentação da tributária está praticamente pronto
Economia

Abraham Loria: Projeto de regulamentação da tributária está praticamente pronto

Há 3 dias

Os recados de Campos Neto: aumento de incertezas e o risco de fim do ciclo de queda de juros
Economia

Os recados de Campos Neto: aumento de incertezas e o risco de fim do ciclo de queda de juros

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais