Minhas Finanças

BB anuncia nova redução nos juros para rotativo do cartão

De acordo com o banco, de modo geral, as taxas passam a variar entre 1,92% a 9,79% ao mês para o rotativo e 1,91% a 9,38% para o parcelado

Banco do Brasil  (Pilar Olivares/Reuters)

Banco do Brasil (Pilar Olivares/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 14 de março de 2017 às 16h43.

Última atualização em 14 de março de 2017 às 16h44.

O Banco do Brasil anunciou nesta terça-feira, 14, nova redução das taxas de juros para o rotativo - linha usada pelo cliente que não paga o valor integral da fatura - dos cartões de crédito.

Para os cartões Ourocard Elo Nanquim, a taxa passará já a partir da fatura de abril de 5,10% ao mês para 1,92%, o que significa uma redução de mais de 3 pontos porcentuais.

Também foram reduzidas as taxas do parcelado para esses cartões, saindo de 3,13% a.m para 1,91%. De acordo com o banco, de modo geral, as taxas passam a variar entre 1,92% a 9,79% ao mês para o rotativo e 1,91% a 9,38% para o parcelado.

Em janeiro, o BB já havia anunciado redução de até 4 pontos percentuais nesta mesma linha.

Esta é a segunda vez que o BB reduz os juros desta linha de crédito, antecipando parte dos efeitos da Resolução 4.549 do Conselho Monetário Nacional (CMN), que limitou o uso do rotativo para cartão de crédito em 30 dias.

Pelas novas regras, os clientes poderão ficar no rotativo, que tem as maiores taxas do mercado, somente até a data da liquidação da próxima fatura.

Se a dívida não for paga, ela terá de ser transferida para outra modalidade de crédito, como o parcelado no cartão, que possui custo menor.

No caso do BB, com o anúncio desta terça, o banco passa a ter cinco faixas de taxas de juros para cartões de crédito Ourocard.

Acompanhe tudo sobre:BB – Banco do BrasilCartões de créditoJuros

Mais de Minhas Finanças

Resultado da Mega-Sena concurso 2737: ninguém acerta as seis dezenas

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2737; prêmio acumulado é de R$ 47,2 milhões

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 47 milhões; veja como apostar

Inter faz campanha de renegociação e dá desconto de até 98%

Mais na Exame