Na China, yuan atinge menor nível em dois anos

Nesta terça-feira, 23, a moeda foi negociada a 6,86 por dólar no altamente controlado mercado onshore do país
Yuan: moeda chinesa atinge menor nível em dois anos (SOPA Images / Colaborador/Getty Images)
Yuan: moeda chinesa atinge menor nível em dois anos (SOPA Images / Colaborador/Getty Images)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 23/08/2022 às 10:39.

Última atualização em 23/08/2022 às 10:39.

O valor do yuan caiu ao menor nível frente ao dólar em dois anos e tende a desvalorizar mais à medida que o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) se mobiliza para combater a desaceleração econômica e uma grave crise imobiliária.

Nesta terça-feira, 23, o yuan foi negociado a 6,86 por dólar no altamente controlado mercado onshore da China, tocando patamares vistos pela última vez em agosto de 2020, segundo a FactSet. No mercado offshore, onde os negócios são menos controlados, a moeda chinesa se enfraqueceu para cerca de 6,88 por dólar, trazendo a queda acumulada no ano para mais de 8%.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

A última liquidação do yuan se deve em parte à continuidade da valorização do dólar. Mas foi deflagrada também por uma recente série de dados que apontam fragilidade na economia da China. Em julho, a produção das fábricas, investimentos, gastos com consumo e números sobre empregos entre jovens evidenciaram ampla fraqueza econômica.

O PBoC vem reduzindo suas principais taxas de juros desde a semana passada, numa tentativa de reavivar a recuperação econômica da China. Os cortes, porém, têm sido prejudiciais para o valor do yuan frente ao dólar porque o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) vem seguindo na direção contrária.

O Fed elevou seus juros básicos em 75 pontos-base tanto em junho quanto em julho, na sua campanha mais agressiva de aumentos de taxas desde a década de 1980. Operadores estão divididos quanto às chances de o BC americano fazer o mesmo na reunião de setembro ou optar por um ajuste mais moderado, de 50 pontos-base.

LEIA TAMBÉM: Até quando Fed vai subir juros? JPMorgan vê última grande alta em setembro

Investidores aguardam um discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, durante um simpósio de economistas em Jackson Hole (Wyoming), na sexta-feira (26), para buscar pistas sobre qual caminho o BC americano deverá seguir.

O ciclo de aperto monetário do Fed disparou uma ampla liquidação de moedas asiáticas neste ano, incluindo quedas de mais de 10% do iene japonês e do won sul-coreano.

O yuan também foi atingido com força, mas tem encontrado mais sustentação do que outras moedas, à medida que operadores apostam na saúde da economia chinesa no longo prazo, segundo o estrategista global de mercados do J.P. Morgan Asset Management, Chaoping Zhu. Fonte: Dow Jones Newswires.

LEIA TAMBÉM: