Mercados

Hapvida e Notre Dame desabam perto de 5% após anúncio de sinergias

Fusão será concluída nesta semana; ações da NotreDame deixarão de ser negociadas na B3 a partir da próxima segunda, dia 14

Hapvida: Prédio administrativa em Fortaleza | Fotos: Leandro Fonseca/ Exame (Leandro Fonseca/Exame)

Hapvida: Prédio administrativa em Fortaleza | Fotos: Leandro Fonseca/ Exame (Leandro Fonseca/Exame)

GG

Guilherme Guilherme

Publicado em 7 de fevereiro de 2022 às 11h12.

Última atualização em 7 de fevereiro de 2022 às 19h06.

As ações de Hapvida (HAPV3) e NotreDame Intermédica (GNDI3) recuaram 4,67% nesta segunda-feira, dia 7, liderando as quedas do Ibovespa. As perdas aconteceram após o anúncio conjunto de potenciais sinergias geradas pela combinação de negócios, que teriam ficado aquém das esperadas por parte dos investidores.

As sinergias estimadas pela fusão são de 1,38 bilhão de reais, de acordo comunicado entregue à CVM. A maior parte (58%) deverá ser proporcionada pelo aumento de receitas comerciais, com a criação de um plano nacional único com utilização da rede verticalizada.

A redução de custos médico-hospitalares, segundo as empresas, será responsável por 24% dos ganhos de sinergia, e a diminuição de despesas gerais e administrativas, pelos 18% restantes.

Quer aprender sobre ações, mas não sabe onde começar? Confira este curso exclusivo da EXAME e dê os primeiros passos.

O valor, no entanto, não considera os custos para iniciativas atreladas às sinergias, estimados entre 100 milhões e 150 milhões de reais até 2024.

Os números apresentados ficaram abaixo das expectativas de analistas de Equity Research do BTG Pactual (BPAC11).

"Sinergias de receita saíram melhores do que o esperado, mas custos e despesas gerais e administrativas foram muito inferiores ao que tínhamos previsto", afirmaram em relatório. Os analistas pontuaram, porém, que "a fraqueza dos papéis pode ser uma oportunidade de compra".

A conclusão da combinação de negócios está prevista para esta sexta-feira, dia 11, que será o último dia de negociação das ações da NotreDame na B3.

Os acionistas receberão 5,249 ações ordinárias da Hapvida por ação da Notre Dame, mais cerca de 6,45 reais.

Apesar da forte desvalorização desta segunda, as ações da Hapvida acumulam mais de 16% de alta no ano, enquanto as da Notre Dame, pouco mais de 13%.

Acompanhe tudo sobre:AçõesFusões e AquisiçõesHapvidaNotreDame Intermédica

Mais de Mercados

É recorde (quase) todo dia: o que explica o otimismo de investidores com as bolsas de Nova York

STJ determina indenização de R$ 5 bilhões à CSN por disputa na Usiminas

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, aumenta aposta no mercado de petróleo

Nvidia ultrapassa Microsoft e é a empresa mais valiosa do mundo

Mais na Exame