Mercados

Briga de Eike Batista e minoritários vira caso de polícia

O empresário acusa o escritório, que defende os minoritárias da ex-OGX, de injúria, calúnia e difamação


	Escritório move ações por negociações de valores mobiliários baseada no conhecimento de informações que não eram de domínio público
 (Patrick Fallon/Bloomberg)

Escritório move ações por negociações de valores mobiliários baseada no conhecimento de informações que não eram de domínio público (Patrick Fallon/Bloomberg)

Karla Mamona

Karla Mamona

Publicado em 27 de março de 2014 às 10h09.

São Paulo - Eike Batista registrou um boletim de ocorrência em uma delegacia do Rio de Janeiro contra o escritório Jorge Lobo Advogados. O empresário acusa o escritório, que defende os minoritários da ex-OGX, de injúria, calúnia e difamação, segundo reportagem do jornal “Folha de S. Paulo”.

O escritório move ações contra Eike Batista por negociações de valores mobiliários baseadas no conhecimento de informações que não eram de domínio público.

Na última semana, a Justiça do Rio de Janeiro concedeu liminar em favor do escritório, que pediu juridicamente acesso aos documentos referentes ao pagamento de 40 milhões de dólares de comissão à uma empresa que intermediou um aluguel de um navio asiático.

A assessoria de imprensa do empresário afirmou que ele não comentaria o assunto. 

Acompanhe tudo sobre:Acionistasacionistas-minoritarioscidades-brasileirasCombustíveisEike BatistaEmpresáriosEmpresasEscritórios de advocaciaIndústria do petróleoJustiçaMetrópoles globaisMMXOGpar (ex-OGX)OGXP3OSXPersonalidadesPetróleoRio de Janeiro

Mais de Mercados

"Se Lula indicar nome pior que Galípolo para o BC, o mercado entrará em pânico", diz Marilia Fontes

Ibovespa sobe e fecha acima dos 121 mil pontos com ajuda de Petrobras (PETR4) e Itaú (ITUB4)

PMIs da zona do euro e dos EUA, repercussão de falas do Lula e Sabesp: o que move o mercado

Elon Musk vai receber bônus de R$ 305 bilhões como remuneração de acionistas da Tesla

Mais na Exame