Mercados

Droga Raia dispara 9% em estreia na BM&FBovespa

Papéis estréiam em forte alta no pregão desta segunda-feira

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de dezembro de 2010 às 11h20.

São Paulo – Encerrando o calendário de IPOs (ofertas públicas iniciais de ações, na sigla em inglês) de 2010, as ações da Droga Raia (RAIA3) dispararam em sua estreia na BM&FBovespa nesta segunda-feira (20). Por volta das 12 horas, uma hora após a abertura, as ações saltavam 8,96% no terreno positivo, cotadas a 26,15 reais.

Contando com a emissão de 23,7 milhões de ações no lote principal e 3,5 milhões de papéis do lote suplementar, a oferta primária e secundária levantou 655 milhões de reais para a rede de farmácias. O IPO empolgou o mercado, que definiu o preço por ação em 24 reais - o teto da faixa indicativa, que variava de 19 reais ao preço final.

Segundo a companhia, 55% dos recursos captados no IPO serão destinados para a expansão da rede. As ações estreiam no Novo Mercado da BM&FBovespa, e tem como coordenador líder da oferta o Itaú BBA. O banco atua na operação ao lado do Credit Suisse e do BB Banco de Investimento.

A Raia é a quinta maior rede de drogarias do país em faturamento e a terceira em número de lojas. 

Acompanhe tudo sobre:AçõesFarmáciasInvestimentos de empresasIPOsMercado financeiroSetor farmacêutico

Mais de Mercados

O plano da Reag para reerguer a GetNinjas (NINJ3)

Bolsas da Europa fecham em baixa, devolvendo parte dos ganhos em dia de CPI da zona do euro

Gavekal: inflação machuca, mas é a pobreza o maior problema dos EUA

Ibovespa fecha perto da estabilidade dividido entre Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4)

Mais na Exame