Mercados

Desenvix Energias Renováveis fará IPO na Bovespa

SÃO PAULO, 28 de outubro (Reuters) - A Desenvix Energias Renováveis protocolou pedido de registro de companhia aberta e também aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para fazer uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla en inglês).</p> A empresa, que tem o grupo Jackson, a Funcef (fundo de pensão da Caixa Econômica Federal) […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de fevereiro de 2011 às 10h31.

SÃO PAULO, 28 de outubro (Reuters) - A Desenvix Energias Renováveis protocolou pedido de registro de companhia aberta e também aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para fazer uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla en inglês).</p>

A empresa, que tem o grupo Jackson, a Funcef (fundo de pensão da Caixa Econômica Federal) e o grupo Norte Energia entre seus principais sócios, fará uma oferta primária e secundária de ações, que será coordenada pelo banco JPMorgan.

Criada em 1995 pelas sociedades Rossi Empreendimentos e pela Engevix (controlada pela Jackson), a empresa atua no desenvolvimento e operação de novos projetos na área geração e transmissão de energia elétrica baseada em fontes renováveis.

"Em 30 de setembro de 2010, possuíamos investimentos em oito empreendimentos em operação, com uma capacidade instalada própria de 161,9 MW", disse a companhia no prospecto preliminar da oferta de ações.

O plano da empresa é levantar recursos para aplicar em seus projetos, com os quais pretende elevar sua capacidade para 308,1 MW até 2012 e 1.265 MW até 2019.

Acompanhe tudo sobre:B3bolsas-de-valoresDesenvixEmpresasEmpresas abertasEnergia elétricaIPOsMercado financeiroservicos-financeiros

Mais de Mercados

Petrobras (PETR4) anuncia data do pagamento de dividendos extraordinários e regulares

"O corte de juros acabou e Copom unânime deve favorecer o câmbio", diz Ettore Marchetti, da EQI

Ibovespa opera nos 118 mil pontos de olho em encontro de Haddad com Febraban

IBC-Br, Haddad na Febraban e Petrobras (PETR4): o que move o mercado

Mais na Exame