Mercados

Bolsas europeias acentuam quedas com dados dos EUA

Bolsa de Londres tinha queda de 3,47%, enquanto Milão perdia 4,87%, Madri declinava 4,24%, Paris cedia 4,09% e Frankfurt apresentava -4,88%

As ações do setor bancário são as mais prejudicadas (Ralph Orlowski/Getty Images)

As ações do setor bancário são as mais prejudicadas (Ralph Orlowski/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 18 de agosto de 2011 às 10h40.

Londres - As bolsas europeias acentuaram as quedas depois da divulgação de indicadores econômicos desanimadores nos EUA, que levaram o índice Euro Stoxx a cair 3,4%, para 2.252,12 pontos. Tanto os pedidos de auxílio-desemprego quanto a inflação ao consumidor subiram mais do que o esperado em julho.

"Todas as especulações sobre uma terceira rodada de afrouxamento quantitativo foram jogadas no lixo depois do aumento no núcleo da inflação", comentou o ING. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA subiu 0,5% em julho, na comparação com junho, e o núcleo do CPI aumentou 0,2% no mês em julho.

Entre as ações, as do setor bancário são as mais prejudicadas, com o índice Stoxx Europe 600 para o setor caindo 5%. Às 10h15 (de Brasília), Barclays caía 7,99% em Londres e Intesa Sanpaolo recuava 5,84%.

A Bolsa de Londres tinha queda de 3,47%, enquanto Milão perdia 4,87%, Madri declinava 4,24%, Paris cedia 4,09% e Frankfurt apresentava -4,88%. As informações são da Dow Jones.

Acompanhe tudo sobre:Açõesbolsas-de-valoresCACDAXFTSEMercado financeiro

Mais de Mercados

Cade abre procedimento para apurar acordo de codeshare da Azul e Gol

Quem ganha e quem perde no mercado no caso da vitória de Trump?

China estabelece fundo de investimentos em ativos de terra de empresas estatais de 30 bilhões yuans

Atentado a Trump fortalece o dólar e impulsiona novo trade na bolsa, diz economista-chefe da Avenue

Mais na Exame