Mercados

Anhanguera irá recomprar até 3% das suas ações em circulação

Papéis serão mantidos em tesouraria para posterior cancelamento ou alienação

Anhanguera: Saída do Pátria é negativa (Germano Luders)

Anhanguera: Saída do Pátria é negativa (Germano Luders)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de julho de 2011 às 19h21.

São Paulo – A Anhanguera Educacional (AEDU3) anunciou hoje um programa de recompra de até 3% das suas ações em circulação no mercado, revela comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Serão adquiridos até 4.370.708 papéis ordinários. A empresa está em queda de 20,48% em 2011.

Segundo a empresa, o objetivo da operação é a “maximização de valor ao acionista, sem redução do capital social, sendo as ações adquiridas utilizadas para manutenção em tesouraria, cancelamento, alienação e/ou para atender o eventual exercício de opções no âmbito da remuneração baseada em ações”.

A recompra de ações é uma maneira de a empresa bonificar os acionistas. Com um número menor de papéis em circulação, o pagamento de dividendos por ação fica maior. Além disso, a manobra pode ser entendida como um recado de que a empresa entende que os papéis estão subavaliados.

O programa tem o prazo de um ano e será intermediada pela Bradesco Corretora.

Acompanhe tudo sobre:AçõesAnhanguera EducacionalDividendosEmpresasMercado financeiroSetor de educação

Mais de Mercados

Bancos centrais compram um quinto do ouro do mundo e querem aumentar aposta

Ibovespa sobe e recupera os 120 mil antes de decisão do Copom; dólar bate máxima em 18 meses

Copom, posse da presidente da Petrobras e incorporação da Soma pela Arezzo: o que move o mercado

PicPay estuda fazer IPO nos EUA, diz Bloomberg

Mais na Exame