Acompanhe:

Alta em commodities sustenta ganhos de bolsas europeias

LONDRES (Reuters) - As principais bolsas de valores da Europa subiram nesta segunda-feira, com a alta em commodities favorecendo ações de mineradoras e petrolíferas, apesar do resultado abaixo do esperado do HSBC e da queda da Prudential após acordo para comprar operações asiáticas da AIG.   O FTSEurofirst 300, que inclui as principais ações do […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 1 de março de 2010 às, 17h31.

LONDRES (Reuters) - As principais bolsas de valores da Europa subiram nesta segunda-feira, com a alta em commodities favorecendo ações de mineradoras e petrolíferas, apesar do resultado abaixo do esperado do HSBC e da queda da Prudential após acordo para comprar operações asiáticas da AIG.

O FTSEurofirst 300, que inclui as principais ações do continente, subiu 1,12 por cento, a 1.018 pontos, depois de atingir o maior patamar durante os negócios em uma semana.

Com a alta do pretróleo, BP, BG, Royal Dutch Shell, Total e ENI subiram de 0,7 a 2,8 por cento.

As mineradoras valorizaram-se com a alta do cobre, impulsionado pelo terremoto no Chile que interrompeu o fornecimento do produto. Anglo American, Eurasian Natural Resources, Kazakhmys, BHP Billiton, Xstrata e Rio Tinto avançaram de 2,5 a 5,2 por cento.

Do lado negativo, a ação da Prudential caiu mais de 12 por cento após anunciar planos de comprar a unidade na Ásia da AIG.

As ações em Wall Street situavam-se no território positivo, após dados mostrarem que o setor manufatureiro norte-americano continuou a crescer em fevereiro, enquanto o gasto do consumidor aumentou ligeiramente acima do esperado em janeiro.

"Nós ainda temos a pressão da queda de 12 por cento da Prudential, mas os dados positivos dos Estados Unidos trouxeram alívio ao resto do mercado", disse David Jones, estrategista-chefe de mercados do IG Index.

HSBC caiu 5,4 por cento após frustrar expectativas com um lucro de 7,1 bilhões de dólares em 2009 antes de impostos.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,96 por cento, a 5.405 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 2,06 por cento, para 5.713 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,64 por cento, a 3.769 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,2 por cento, a 21.320 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 0,98 por cento, a 10.434 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 1,52 por cento, aos 7.674 pontos.

Últimas Notícias

Ver mais
Por que este banco é o mais recomendado por analistas de outros bancos
seloMercados

Por que este banco é o mais recomendado por analistas de outros bancos

Há 18 horas

7 regras de ouro para enfrentar incertezas no mercado de criptomoedas
Future of Money

7 regras de ouro para enfrentar incertezas no mercado de criptomoedas

Há um dia

Petz (PETZ3) salta até 46% após anúncio de fusão e ganha R$ 700 mi em valor de mercado
seloMercados

Petz (PETZ3) salta até 46% após anúncio de fusão e ganha R$ 700 mi em valor de mercado

Há 2 dias

Ibovespa sobe em dia de disparada da Petz, mas tem 3ª queda semanal; Emae cai após privatização
seloMercados

Ibovespa sobe em dia de disparada da Petz, mas tem 3ª queda semanal; Emae cai após privatização

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais