Mercados

Ações do Yahoo! disparam com rumor sobre nova proposta da Microsoft

Especulações surgem depois que o gigante chinês Alibaba demonstrou interesse em adquirir o site

Os papéis chegaram a disparar 10,16% após a notícia (Justin Sullivan/Getty Images)

Os papéis chegaram a disparar 10,16% após a notícia (Justin Sullivan/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de outubro de 2011 às 16h51.

São Paulo – As ações do Yahoo! disparam mais de 10% no pregão desta quarta-feira na Nasdaq, impulsionadas por rumores no mercado de que a gigante de tecnologia Microsoft poderá realizar uma nova oferta pelo portal de Internet. A notícia foi ventilada pelo site CNBC, que citou pessoas próximas às negociações.

Os papéis (YHOO) atingiram os 15,93 dólares na máxima do dia, o que corresponde a um avanço de 10,16%. Às 16h20 (horário de Brasília), as ações registravam alta de 8,88%, cotadas a 15,74 dólares. Na mesma tendência, os papéis da Microsoft contabilizam ganho de 1,61%.

Gráfico mostra o salto nas cotações do Yahoo! após o rumor sobre a venda


As especulações de que a Microsoft poderá fazer uma nova proposta para adquirir o Yahoo! surgem após Jack Ma, fundador e CEO da companhia chinesa Alibaba Group Holding, maior grupo de comércio eletrônico da China, tornar público seu interesse em adquirir o portal de internet no início de outubro.


As intenções do Alibaba foram apresentadas pelo CEO durante uma conferência realizada em 2 de outubro de 2011 na universidade americana Stanford. O executivo já tentou comprar a fatia de 40% que o Yahoo! detém na Alibaba, mas a operação não obteve sucesso.

Interesse antigo

A primeira proposta feita pela Microsoft pelo Yahoo! ocorreu em 2007, quando a companhia comandada por Bill Gates, um dos homens mais ricos do mundo, ofereceu pagar 44,6 bilhões de dólares pelo site de internet, ou 31 dólares por cada papel da empresa.

Apesar das negociações terem durado por mais de três meses, as diretorias de ambas as companhias não chegaram a um acordo. A Microsoft havia até concordado em aumentar sua oferta de compra de 44,6 bilhões para 47,5 bilhões de dólares, o equivalente a 33 dólares por ação.

Contudo, o Yahoo! insistiu no preço de 53 bilhões de dólares, ou 37 dólares por ação, mais do que a Microsoft estava disposta a pagar na época. A fusão da empresa de Bill Gates com o Yahoo! criaria uma das maiores companhias de tecnologia do mundo, desafiando o maior rival do portal, o Google.

Crise?

Os rumores e a possibilidade de venda do Yahoo! começaram a surgir depois que a CEO do portal de internet, Carol Bartz, foi demitida em setembro, em meio ao descontentamento dos investidores com o desempenho da empresa.

Acompanhe tudo sobre:AçõesAlibabaEmpresasEmpresas americanasEmpresas chinesasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaFusões e AquisiçõesJack MaMercado financeiroMicrosoftNasdaqTecnologia da informaçãowall-streetYahoo

Mais de Mercados

Receita Federal autoriza a Temu a operar no Remessa Conforme e vender para o Brasil

Morre Ivan Boesky, condenado por escândalos de insider trading nos anos 1980

Vice-presidente do Fed diz que ainda há 'um caminho pela frente' na questão da inflação

Bolsas da Europa fecham em alta, com perspectivas para postura de BCs e commodities

Mais na Exame