Mercados

Ações da Manguinhos desabam 15%, após pedidos de falência

Pedido foi registrado na 3ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro


	Ações preferenciais da empresa registram uma desvalorização de 71% no acumulado do ano
 (Divulgação)

Ações preferenciais da empresa registram uma desvalorização de 71% no acumulado do ano (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de dezembro de 2012 às 14h52.

São Paulo – As ações da Refinaria de Petróleo Manguinhos (RPMG3) (RPMG4) desabavam cerca de 15% na mínima do dia diante da notícia de que a Real SRR Publicidade e Marketing entrou com pedido de falência. A notícia foi publicada na edição desta quinta-feira do jornal Valor Econômico.

O pedido de falência foi registrado na 3ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. Em comunicado oficial, a Manguinhos afirmou que a ação proposta pela Real SRR consiste, na realidade, em uma ação de execução no valor total de 76,9 mil reais.

“O valor em questão é objeto de uma discussão entre as partes relativa ao preço cobrado por serviços de publicação de editais. Diante disso, a Refinaria de Manguinhos, continuara a discutir a questão enquanto entender indevido o valor cobrado”, disse a empresa.

A refinaria afirmou ainda que, caso a justiça considere necessário, realizará o depósito para garantir o juízo sobre o valor.

As ações preferenciais da empresa registram uma desvalorização de 71% no acumulado do ano, enquanto o Ibovespa, principal referencia da bolsa brasileira, avança 1,5%.

Acompanhe tudo sobre:B3bolsas-de-valoresGás e combustíveisPetróleoRefit – Refinaria de Manguinhos

Mais de Mercados

Lucro da Nvidia cresce 628% e atinge US$ 14,88 bi no 1º trimestre fiscal de 2025

O país que superou os EUA em IPOs no 1º tri — e o que isso diz sobre o Brasil

Petrobras (PETR4) tem ações suspensas por publicação de fato relevante durante pregão

Dólar sobe em linha com juros de Treasuries à espera de ata do Fed

Mais na Exame