Mercados

Ação do Yahoo! dispara após interesse da chinesa Alibaba

CEO e fundador da empresa afirma estar “bastante interessado” em uma aquisição

Logo do Yahoo (Justin Sullivan/Getty Images)

Logo do Yahoo (Justin Sullivan/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de outubro de 2011 às 13h22.

São Paulo – As ações do Yahoo! dispararam em torno de 6% nesta segunda-feira na Nasdaq, beneficiadas pela informação de que a companhia chinesa Alibaba Group Holding estaria interessada em adquirir o portal de internet. Jack Ma, fundador e CEO da companhia, disse estar “bastante interessado no Yahoo!”.

As declarações foram realizadas durante uma conferência realizada na sexta-feira à noite na universidade americana Stanford. O executivo já tentou comprar a fatia de 40% que o Yahoo! detém na Alibaba, mas a operação não obteve sucesso.

Histórico

A CEO do Yahoo!, Carol Bartz, foi demitida em setembro, em meio ao descontentamento dos investidores com o desempenho da empresa. O portal de internet havia conseguido um aumento do lucro líquido anualizado de 11%, e um crescimento de 5% na receita durante o segundo trimestre e 2011. Desde então, o conselho de administração do Yahoo! vem tentando encontrar um novo CEO, enquanto estuda propostas de aquisição, segundo fontes próximas ao assunto.

“Em minha visão, a mudança do CEO reacende as especulações passadas de que o Yahoo! poderá ser comprado ou de que é um candidato para fusão”, anunciou no mês passado Christopher Versace, da consultoria Think 20/20. No entanto, o analista apostou na ocasião “que a probabilidade de que um acordo aconteça é pequena”, acrescentou.

Acompanhe tudo sobre:AçõesEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetMercado financeiroNasdaqwall-streetYahoo

Mais de Mercados

Vale tem queda de 9% no primeiro tri e lucra R$ 1,68 bi

IBM lucra mais no 1º trimestre, mas receita decepciona

Ford amplia receita no primeiro trimestre; lucro cai para US$ 1,3 bilhão

Magazine Luiza (MGLU3) cai à mínima do ano em dia de AGO sobre grupamento de ações

Mais na Exame